Conceito » Vanguarda

Conceito de Vanguarda




VanguardaA vanguarda é conhecida pelo conjunto de manifestações artísticas que se desenvolveram nas primeiras décadas do século XX e que se caracterizam por uma ênfase na inovação e no confronto com as normas estéticas canonizadas. Para compreender o fenômeno, basta analisar o termo, a vanguarda é a linha que entra em contato pela primeira vez com o inimigo, quer dizer, é a mais avançada. Assim, um dos principais objetivos da vanguarda era criar escola, iniciar uma nova tendência superando o passado.

O contexto social que se desenvolveram as vanguardas foram extremamente agitadas. Ainda estavam frescas as consequências da revolução industrial quando aconteceu a primeira guerra mundial e a revolução russa, traçando um novo mapa político. Como fato agravante desta convulsionada situação, o sistema econômico sofria a crise mais grave da sua história. E é por isso, pelas importantes mudanças sofridas e pela sensação de que podiam contribuir positivamente, que as vanguardas pretendiam uma interferência social através da sua arte. Assim, uma obra não estaria somente destinada à contemplação, mas também para refletir sobre essas mudanças.

Alguns exemplos destes movimentos são: o dadaísmo, que enfatiza como pouco razoável, na rebeldia e na destruição; o surrealismo que se baseia nos princípios de Freud sobre o inconsciente pretendendo refleti-lo na obra; o futurismo que se inspirava nos avanços técnicos; o ultraismo que favoreceu o verso livre e a elaboração da metáfora; o cubismo que representava a realidade através de formas geométricas; o expressionismo que enfatiza as experiências interiores; e o fauvismo que pretendia expressar sentimentos através das cores.

Em geral, as vanguardas não conseguiram prosperar, principalmente por carecer de um sustento próprio e de só constituir-se na rejeição de outras tendências. Contudo, deve-se reconhecer que tiveram uma importante influência nas criações artísticas do século XX e nas de hoje em dia.

>> Próximo - Que Conceito >>