Conceito de Sujeito Ativo

Sujeito-AtivoSe fizéssemos uma análise semântica do conceito sujeito ativo, uma ideia estaria evidente: a palavra sujeito se refere a um indivíduo e ativo a uma qualidade. Assim, de modo geral, o sujeito ativo é quem tem o papel protagonista, ou seja, aquele indivíduo que adota uma postura pró-ativa e dinamizadora. Em qualquer caso, o sujeito ativo se contrasta, sem dúvidas, com o sujeito passivo.

De princípio, vamos analisar três contextos diferenciados em relação a este conceito: no âmbito do direito, da gramática e da homossexualidade.

Sujeito Ativo em Direito

Do ponto de vista jurídico, o sujeito ativo é o indivíduo ou a entidade que tem a faculdade de exigir algo, enquanto que o sujeito passivo é a pessoa que deve assumir uma obrigação. O sujeito é o titular de um direito, consequentemente, está em condições de exigir seu cumprimento. O estado, por sua vez, é um sujeito ativo em relação à cidadania. Este mecanismo é aplicado a obrigações tributárias (o estado impõe um tributo e o contribuinte é o sujeito passivo que tem a obrigação de pagar), assim como para outras situações reguladas pela lei (em hipotecas, heranças, etc.).

No campo da gramática

Em relação à gramática, o sujeito ativo é a pessoa responsável por uma ação. Na oração “Paulo toma um copo de água”, Paulo é o protagonista do fato mencionado, portanto, o sujeito ativo. Apenas seria sujeito passivo quando o responsável de uma ação é mencionado de forma indireta “Eles inventaram aquela máquina”.

Sujeito ativo e passivo na homossexualidade

Nas relações homossexuais praticadas tanto por homens como por mulheres, entre os dois parceiros cada um tem um papel sexual diferente. Na relação com coito, há uma pessoa que penetra enquanto a outra é penetrada. O primeiro é o sujeito ativo e o segundo o passivo. O mesmo pode-se dizer sem a necessidade de coito, pois normalmente um dos dois indivíduos (homem ou mulher) é o que toma a iniciativa enquanto o outro tem um papel mais passivo.

Há um aspecto curioso em relação ao papel ativo ou passivo na homossexualidade. Esta prática tem sido perseguida ao longo da história e mesmo assim continua sendo em algumas culturas. No entanto, naqueles países onde se pune a homossexualidade, o papel do sujeito ativo é “perdoado” e sua consideração não é tão negativa como o papel do sujeito passivo. Em outras palavras, o dominador é compreendido e o dominado é depreciado. Esta avaliação moral de duplo sentido tem uma explicação em relação à rejeição ao homossexualismo: o sujeito passivo ou pessoa dominada é considerada mais promíscua que o dominador.

Foto: iStock - RyanJLane

>> Próximo - Que Conceito >>


Para citar no seus trabalhos (Norma ABNT):

Sujeito Ativo. QueConceito. Sao Paulo.
Disponível em: < http://queconceito.com.br/sujeito-ativo >. Acesso em: [data-na-qual-o-artigo-foi-visto]

Relacionados Sujeito Ativo