Conceito de Subversão

SubversaoO conceito subversão expressa a mudança de algumas ideias ou valores por outros em relação a algum aspecto da sociedade.

Sobre raízes revolucionárias

A ideia de subversão tem um ingrediente transformador e em certas ocasiões revolucionários. Assim, no contexto político de alguns regimes totalitários surgem grupos de oposição que desejam uma mudança social profunda e lutam por uma subversão, ou seja, pretendem oferecer outra versão da política. No entanto, esta palavra é utilizada em outros contextos. Por exemplo, fala-se de arte subversiva quando através de uma obra se pretende transformar a realidade ou a própria visão de arte (os movimentos vanguardistas são exemplos neste sentido).

A perspectiva depende de como é analisada

O subversivo apresenta uma conotação positiva ou negativa em função dos diferentes pontos de vista. Assim, para quem tem o poder e quer mantê-lo a todo custo, dizer que algo ou alguém é subversivo é sinônimo de perigoso, inconveniente, ilegal ou inaceitável. Do contrário, do ponto de vista da oposição, realizar ações subversivas indica esperança, inconformismo e um desejo profundo de mudança.

Reflexão sobre os elementos subversivos

A expressão “elementos subversivos” é própria de ideologias totalitárias e atua como eufemismo no sentido de comunicar uma ameaça para a ordem estabelecida.

A propaganda

Os sistemas propagandísticos das ditaduras controlam ferreamente os meios de comunicação e quando se referem a elementos subversivos da sociedade pretendem introduzir o medo a certos grupos como forma de “demonização”. Através da ótica do regime franquista, a lista de grupos ou elementos subversivos era ampla: maçons, liberais, judeus, comunistas, protestantes, separatistas, etc. Em certas ocasiões, a palavra subversão é usada para indicar que um grupo é ameaçador: contrarrevolucionário. De qualquer forma, o mecanismo é habitualmente parecido: quem tem o poder domina o subversivo a qualquer um que possa estabelecer uma ameaça. O curioso é que os subversivos podem alcançar o poder e isso acontece quando o processo se reproduz de novo.

O sujeito subversivo pode ser um rebelde, inconformista, utópico, pacifista ou patriota. Não existe um protótipo único, mas sim que dependa de muitos fatores. De qualquer forma, o processo de uma mudança por outra faz parte da própria história. Graças ao espírito inconformista de alguns tem sido possível haver certas mudanças sociais. Existem certos fenômenos que de maneira oficial desapareceram graças a indivíduos ou grupos subversivos que lutaram por isso, por exemplo, a escravidão e a segregação racial.

Realizar uma valorização moral em relação ao conceito da subversão é apenas possível ao levar em conta as circunstâncias de cada momento histórico.

>> Próximo - Que Conceito >>


Para citar no seus trabalhos (Norma ABNT):

Subversão. QueConceito. Sao Paulo.
Disponível em: < http://queconceito.com.br/subversao >. Acesso em: [data-na-qual-o-artigo-foi-visto]

Relacionados Subversão