Conceito de Spoiler

SpoilerO termo spoiler vem do verbo inglês spoil e significa estragar. Na prática este conceito tem duas aplicações totalmente diferenciadas: possui relação com os automóveis e, o mais habitual, com o mundo da ficção.

Spoiler entendido como aerofólio em um automóvel

O spoiler é um aerofólio que se incorpora a um veículo com a intenção de dar um aspecto mais esportivo e aerodinâmico ao carro. Este tipo de acessório faz parte da cultura do tuning (que pode ser traduzido como ajuste) e que dá personalização aos veículos.

No mundo do cinema e do entretenimento

No mundo da ficção, fazer um spoiler significa anunciar o argumento ou parte dele de maneira antecipada. Com este fato, a trama pode ser revelada e quem recebe a informação pode perder o interesse de maneira parcial ou absoluta. Este fenômeno é aplicado em filmes, séries de televisão ou por qualquer obra de ficção.

A explosão com a chegada das novas tecnologias

As primeiras notícias sobre o spoiler foram datadas nos anos 70, assim que toda a imprensa norte-americana passou a tratar este assunto com alguns filmes. No entanto, a partir da invasão das novas tecnologias o spoiler adquiriu uma nova dimensão. Os novos sistemas de comunicação como sms, facebook ou twiter permitem difundir a informação com mais rapidez, podendo conhecer antecipadamente o conteúdo de algumas obras de ficção. Neste sentido, ser vítima de um spoiler tem consequências evidentes, mas é uma realidade que dificilmente pode ser solucionada.

Reflexão sobre a palavra spoiler, alternativas que compartem o mesmo significado

Em nosso idioma não existe uma palavra equivalente. Em seu lugar, pode ser utilizado o verbo arruinar, estragar ou até mesmo para expressar a revelação de um argumento. Suas alternativas não são muito adequadas.

A partir deste ponto de vista, este anglicismo tem bastante sentido. Algo similar ocorre com a palavra futebol que em algumas equipes da Espanha utilizam o nome balompie.

Anglicismos

O uso de anglicismos gera certa discussão. Para alguns, sua incorporação massiva degenera o idioma e em muitas ocasiões é totalmente desnecessária, por exemplo, poderia ser dito está bem ao invés de ok; patrocinador no lugar de sponsor; moda ao invés de fashion; entre outros. Entretanto, há quem considere que é um processo lógico e próprio da globalização por entender que isso deve ser assumido com normalidade.

Não é fácil adotar um critério preciso para aceitar ou não um anglicismo. De todas as formas, alguns linguistas consideram que em nosso idioma já existe um termo válido e aceito, por isso não há motivo de introduzir outro que pertença a um idioma diferente.

>> Próximo - Que Conceito >>


Para citar no seus trabalhos (Norma ABNT):

Spoiler. QueConceito. Sao Paulo.
Disponível em: < http://queconceito.com.br/spoiler >. Acesso em: [data-na-qual-o-artigo-foi-visto]

Relacionados Spoiler