Conceito de Sono

SonoO termo sono se refere ao ato de repouso de um organismo vivo e se opõe ao estado de vigília ou estar acordado. O sono caracteriza-se por ser um estado onde há pouca atividade fisiológica (pressão sanguínea, respiração e batidas do coração) e baixa resposta aos estímulos externos.

O sonhar é algo involuntário para o ser humano e, geralmente, no sonho se produz uma reformulação de situações vividas enquanto estávamos acordados e que foram cuidadosamente guardados na memória e, ao contrário do que poderíamos supor, pois ficariam no esquecimento e alguns destes voltariam a reaparecer em nossos sonhos como resultado deste processo.

Quando dormimos entramos em uma espécie de realidade virtual que está formada por imagens, sons, pensamentos e sentimentos. No entanto, nem sempre podemos lembrar o que sonhamos, às vezes pode ser que recordemos muito vivamente uma situação que nos foi apresentada num sonho ou talvez foi para outro extremo e não nos lembramos de nada ou apenas uma imagem ou uma sensação que nos ficou.

Embora os seres humanos sempre vivam esta possibilidade de sonhar, foi no final do século passado que mais se avançou sobre este tema e que se conquistaram importantes descobertas e avanços significativos a este respeito, como foi conseguido pelo psicólogo americano William Charles Dement, que descobriu que em uma etapa do sono, o dormente experimenta movimentos oculares rápidos (REM), acompanhados por um aumento da pressão sanguínea, da respiração e dos batimentos cardíacos, algo que só se acreditava ser possível no estado de vigília.

A Psicologia também tem desenvolvido um papel fundamental quando se fala sobre o sono. Por exemplo, Sigmund Freud e sua psicanálise têm distinguido entre dois tipos de conteúdo dos sonos, o manifesto e o latente. No primeiro, a história se repete como o dormente vive, no entanto, o segundo para a psicanálise é o que realmente significa esse sono, obviamente, seria o contrário do vivenciado pelo dormente e é aonde o psicoanalista entra em cena para interpretá-lo verdadeiramente.

Finalmente e mais além destas questões de interpretação freudiana ou as que lhe davam um valor profético ao sono na antiguidade; o sono é resultado de um estado necessário e recomendado tanto para a saúde como para o bom desempenho seja no estúdio ou no trabalho.

>> Próximo - Que Conceito >>


Para citar no seus trabalhos (Norma ABNT):

Sono. QueConceito. Sao Paulo.
Disponível em: < http://queconceito.com.br/sono >. Acesso em: [data-na-qual-o-artigo-foi-visto]

Relacionados Sono