Conceito de Simulador

O simulador é um dispositivo que serve para reproduzir as próprias condições de uma atividade. Em outras palavras, o simulador funciona como um sistema técnico que imita as circunstâncias reais.

Como ideia geral, os simuladores são utilizados na aprendizagem de uma atividade. Deve-se levar em conta que, num processo de treinamento, é necessário minimizar os possíveis riscos assim como não é conveniente adquirir um trabalho assumindo riscos desnecessários. Em exemplo típico que ilustra esta ideia são as simulações aéreas, nelas os alunos aprendem a pilotar para desaparecer o fator risco.

O usuário de um simulador aplica seus conhecimentos teóricos adquiridos em certas circunstâncias fictícias, porém equivalente às situações reais. Com o dispositivo empregado, o usuário se vê entre a teoria e a prática, ou seja, de maneira que se vê obrigado a colocar em prova seus conhecimentos teóricos.

Simulador de voo

Neste caso, a réplica de uma cabine de avião e um sistema informático permite que o estudante possa voar em terra firme. A intenção é que o piloto conheça as sensações de estar pilotando e enfrente as diversas situações possíveis (uma aterrissagem forçada, um dia de neblina, turbulências, um furo de pneu, etc.). Para que este processo seja eficaz, o fabricante do simulador adquire os mesmos componentes técnicos do fabricante de um avião e assim é possível recriar uma réplica totalmente exata.

Neste sentido, deve-se levar em conta que não só se reproduz a cabine do avião, mas também se imita o som da comunicação, as imagens e os movimentos produzidos.

Outros exemplos

Existem certas atividades que é melhor experimentar e conhecer com antecipação. Para isso, o simulador é uma ferramenta de grande utilidade. Assim, existem simuladores de empréstimos pessoais ou hipotecários que permitem fazer cálculos a partir de uma série de variáveis hipotéticas. Algo similar ocorre com os simuladores de investimentos, que reproduzem as operações fiscais e trazem informação útil.

Algumas instituições utilizam simuladores empresariais para recriar certas condições do mercado e da atividade econômica. No mundo da decoração, são utilizados simuladores de ambiente que são úteis para comparar cores, formas e a distribuição dos móveis em geral. Estes exemplos expressam a estratégia da simulação através de vários campos de aplicação e que são de grande utilidade na metodologia de qualquer matéria a ser aprendida.

Foto: iStock . Christopher Ames

>> Próximo - Que Conceito >>


Relacionados Simulador