Conceito de Sexismo

SexismoO sexismo é o comportamento humano que justifica a desigualdade entre homens e mulheres. Assim, o conceito sexismo apresenta um sentido evidentemente pejorativo, pois é uma maneira de entender os papéis masculino e feminino segundo uma diferença qualitativa entre ambos. Quem tem uma atitude deste tipo é um sexista e considera legítimo que haja uma consideração diferenciada entre homens e mulheres.

O sexismo se manifesta em todo tipo de comportamento e contexto: na diferença de salários entre os dois sexos, na desigualdade de responsabilidade para com os filhos ou em algumas tradições sociais na qual o homem tem mais consideração social.

O sexismo e sua fragilidade com o passar do tempo

Na atualidade, o sexismo como atitude e mentalidade social tem perdido protagonismo se compararmos com outros tempos, naqueles onde a mulher se colocava em uma situação de evidente desproteção e falta de reconhecimento social. Um exemplo bem significativo em relação à mudança social é o sufrágio feminino, este que foi uma conquista política alcançada no século XX após uma intensa luta do movimento feminista. Apesar do evidente progresso, o sexismo ainda está presente no conjunto da sociedade e vale a pena recordar os casos mais significativos.

Situações de sexismo

Se partirmos da ideia de que o sexismo se refere a um trato desigual entre homens e mulheres, há circunstâncias que esta realidade se apresenta com bastante notoriedade. Na maioria das religiões, os cargos mais relevantes são ocupados por homens e o motivo desta discriminação se baseia em critérios adotados há séculos e que hoje em dia são anacrônicos. A esfera política tem incorporado medidas para corrigir o sexismo (uma das mais conhecidas é a introdução de listas eleitorais paritárias entre os dois sexos).

Discriminação latente, embora cada vez com menos frequência

Para alguns analistas, as leis existentes não impedem que na realidade de hoje ainda existam atitudes discriminatórias e muitas delas manifestadas através da linguagem sexista ou diretamente machista (expressões como “isso é coisa de homem” ou alguns outros ditados populares que menosprezam a mulher).

Algumas propostas educativas defendem a separação de alunos em função do sexo. Os defensores deste sistema consideram que os resultados acadêmicos são melhores quando meninos e meninas não compartem a mesma sala. Em compensação, os opositores entendem que estas medidas são sexistas e que no ambiente escolar é importante que ambos os sexos compartilhem vivências sem nenhum tipo de separação.

Foto: DNY59 I iStock

>> Próximo - Que Conceito >>


Para citar no seus trabalhos (Norma ABNT):

Sexismo. QueConceito. Sao Paulo.
Disponível em: < http://queconceito.com.br/sexismo >. Acesso em: [data-na-qual-o-artigo-foi-visto]

Relacionados Sexismo