Conceito de Sequência Narrativa

Sequencia-NarrativaContamos histórias através de diversos gêneros: o romance, o conto, o script cinematográfico ou do teatro. Os acontecimentos e os personagens descritos são apresentados através de uma sequência narrativa determinada.

Gerar vida e formar palavras e ideias

Podemos definir uma sequência narrativa como uma maneira de encadernar os fatos na hora de contá-los. Em um sentido geral, toda sequência narrativa tem que manter uma estrutura e a mais tradicional é aquela que se fundamenta em três aspectos: planejamento da história, o nó e o desenlace. Estes três elementos estão sempre presentes, embora sua ordem possa ser alterada, assim o narrador pode da mesma forma utilizar técnicas diferentes para relacionar as demais sequências (o reconto, o flashback e o flashforward são alguns dos métodos empregados para explicar certos acontecimentos).

De qualquer forma, em toda sequência narrativa há uma combinação da temporalidade, por exemplo, o reconto narra algo do passado até o presente. Assim é possível distinguir três dimensões do tempo para relacionar uma ação à outra: a anterioridade (algo que aconteceu antes de outra coisa), a simultaneidade (algo ocorre enquanto outro acontecimento diferente está ocorrendo) ou a posterioridade (por exemplo, “após as minhas férias surgiram dias de preocupação”).

A ideia de sequência narrativa expressa uma ordem estabelecida para relatar e contar uma história. Deve-se levar em conta que qualquer relato tem uma série de estruturas (as várias sequências) que vão combinando entre si com o uso das diversas formas verbais que situam o leitor no passado, presente ou futuro.

O tempo na sequência narrativa

Quando contamos algo há um fenômeno curioso: são combinados tempos diferentes. Se, por exemplo, alguém escreve sua autobiografia, precisa organizar os momentos de sua vida em determinado espaço. Esta disparidade no tempo é conhecida como anacrônica e é um aspecto fundamental em qualquer sequência narrativa.

A anacrônica é a não coincidência ou discordância entre duas realidades temporais: a ordem da história e a ordem ou sucessão no relato. As duas áreas não são necessariamente coincidentes na qual o narrador de um romance ou de um conto deve apresentar sempre um fio condutor, ou seja, uma sequência narrativa que combine os diversos planos temporais e tudo isso a um ritmo na narração.

A dificuldade técnica de administrar o tempo em uma narração é uma das questões mais difíceis no ofício de escrever. Na verdade, quando se comunica algo de maneira literária não só são recriados alguns acontecimentos e personagens, mas também há uma reconstrução do tempo, por sua vez, o tempo transcorre com maior ou menor lentidão (é comum escutar que um filme demora muito).

Foto: iStock - Maica

>> Próximo - Que Conceito >>


Para citar no seus trabalhos (Norma ABNT):

Sequência Narrativa. QueConceito. Sao Paulo.
Disponível em: < http://queconceito.com.br/sequencia-narrativa >. Acesso em: [data-na-qual-o-artigo-foi-visto]

Relacionados Sequência Narrativa