Conceito de Sagacidade

SagacidadeA sagacidade é uma qualidade de tipo intelectual. Consiste em refletir para solucionar um assunto ou esclarecer um problema. A pessoa que esta capacidade é considerada sagaz. Em nosso idioma sagaz é sinônimo de agudo, reflexivo, perspicaz, inteligente ou astuto.

O indivíduo que se caracteriza por sua sagacidade é normalmente observador e analítico, capaz de relacionar diversos aspectos de alguma relação entre os mesmos.

O tipo de raciocínio que se manifesta em uma pessoa sagaz costuma combinar uma série de elementos (dados e provas) com o propósito de alcançar uma conclusão definitiva. Neste sentido, pode-se dizer que o indivíduo sagaz é capaz de montar um quebra-cabeça que está todo desordenado e torná-lo definido e acabado.

Sobre as bases dos métodos indutivo ou dedutivo

A sagacidade é um processo de raciocínio, o qual deve basear-se em algum método. Basicamente é possível estabelecer dois métodos: o indutivo ou o dedutivo. O primeiro está baseado no acúmulo objetivo de uma informação, de sua classificação e em sua fase final propõe uma teoria para explicar a regularidade do que está sendo analisada, em outras palavras, a indução parte do particular para chegar a conclusões gerais.

O método dedutivo parte da hipótese que pretende explicar certos fatos e posteriormente é deduzida uma série de consequências que são finalmente contrastadas com dados ou observações específicas. Não é possível considerar a sagacidade sem algum método racional vinculado à mesma. No entanto, é necessário também que o componente racional esteja acompanhado de certa intuição, assim como uma dose de experiência.

Um exemplo clássico de sagacidade

Na história da literatura, mais especificamente no gênero do romance, há um tipo de personagem cuja principal característica é a sagacidade: o detetive, que é o protagonista central desta ficção policial (considerada um subgênero do romance negro). Existem alguns personagens ilustres da ficção que são exemplos de grandes investigações como Sherlock Holmes, Hércules Poirot, Auguste Dupin e Philip Marlowe. Estes protagonistas estão sempre em busca de um desafio: solucionar um crime misterioso.

A abordagem da trama parte sempre de um crime que se apresenta com um enigma a ser descoberto. A sagacidade do detetive faz com que o mistério seja esclarecido lentamente. E para desvendá-lo, vai desatando nós e observando detalhes insignificantes, tudo isso segundo a metodologia dedutiva ou indutiva, como também por alguns aspectos que não são estritamente racionais (o investigador tem um olfato espacial e sabe interpretar alguns sinais que habitualmente passam por despercebidos).

Foto: Steve Debenport I iStock

>> Próximo - Que Conceito >>


Relacionados Sagacidade