Conceito de Rosh Hashaná

Rosh-HashanaA celebração de Rosh Hashaná comemora o ano novo para os judeus. Em hebreu, rosh significa cabeça e hashana significa ano, ou seja, a cabeça do ano como seu início. Segundo o calendário hebreu, este dia corresponde aos dois primeiros dias do mês de Tishréi, o primeiro mês para os judeus que corresponde ao mês de setembro e outubro segundo o calendário gregoriano.

O julgamento de Deus

Esta celebração tem um profundo sentido religioso. Rosh Hashaná simboliza o julgamento de Deus, assim todos serão julgados por Deus (Ele decreta quem viverá ou não). O povo judeu entende que Deus age com misericórdia no juízo final na hora de julgar a todos e a cada um dos homens. Esta celebração acontece anualmente, nela Deus avalia todas as ações dos judeus, que esperam ser perdoados por seus possíveis pecados. Por este motivo, durante o Rosh Hashaná são rezadas orações a Deus.

Costumes próprios de Rosh Hashaná

Esta celebração vem acompanhada de alguns rituais. O mais característico é conhecido como Tashlij, que consiste em livrar-se dos pecados de maneira simbólica (é costume jogar migalhas de pão para expressar que os pecados foram afastados). Outra tradição é soprar o shofar, este instrumento é o chifre de um animal que é soprado cem vezes para congregar os fiéis nas sinagogas e assim comunicar que devem se preparar e orar com antecipação ao dia do Rosh Hashaná.

Os passos da celebração de Roh Hashaná

Do ponto de vista festivo, o componente gastronômico desta celebração tem muita importância para os judeus. Durante a noite, a família janta uma série de alimentos todos eles associados a uma mensagem (a relação entre os alimentos e seu significado é conhecida como simanim). Antes do jantar, a família visita a sinagoga e logo recita uma oração para santificar a festa.

Em seguida, os presentes se desprendem dos anéis que possuem e lavam as mãos. O próximo passo é a benção da mesa. A partir desse momento, os alimentos são comidos em determinada ordem. Em primeiro lugar, comem-se as tâmaras acompanhadas de um pedaço de shilká para afastar os inimigos, depois cartí para enfraquecer os adversários e em seguida um tamar (tâmara) e um pedaço de kará (abóbora) para que Deus conheça os méritos de cada um.

Entre os alimentos mais simbólicos, podemos destacar a cabeça de um animal que representa o desejo dos judeus em conhecer e cumprir com o que diz o Torá, texto sagrado para o povo judeu.

Foto: iStock, stellalevi

>> Próximo - Que Conceito >>


Para citar no seus trabalhos (Norma ABNT):

Rosh Hashaná. QueConceito. Sao Paulo.
Disponível em: < http://queconceito.com.br/rosh-hashana >. Acesso em: [data-na-qual-o-artigo-foi-visto]

Relacionados Rosh Hashaná