Conceito de Recado

RecadoNo uso do cotidiano da linguagem, a palavra recado apresenta dois significados diferenciados. Por um lado, significa uma mensagem breve transmitida a outra pessoa. Neste sentido, a mensagem ou aviso pode ser realizado de forma direta de maneira que haja uma comunicação entre dois indivíduos “Ontem à noite lhe dei um recado por telefone” ou de forma indireta através da mediação de outra pessoa “O João mandou um recado a seu pai através da Irene”. Em outro sentido, o recado é uma gestão concreta destinada a cumprir com determinada tarefa, normalmente fazem parte das manifestações nas ruas.

Como uma segunda acepção, o recado equivale a um mandado, um termo muito comum usado em toda América Latina.

A tecnologia como um novo meio de transmissão

Embora a ideia de mandar uma mensagem para outra pessoa seja algo muito comum, esta realidade tem variado substancialmente ao longo do tempo. Antes do surgimento de alguns meios de comunicação, especialmente o telefone, o recado era uma via de comunicação imprescindível. Com a chegada dos sms, whatsapps, mensagens de voz, o recado tradicional tem se adaptado às novas tecnologias.

A pessoa como mensageiro

Uma prova evidente de que a ideia de recado tem evoluído é o fato de que já não se fala mais de mensageiro, a pessoa que tem a função de dar recados (em alguns países da América Latina é chamado de pardal). A figura do mensageiro praticamente desapareceu e é própria de outros tempos, daqueles em que alguns jovens exerciam este tipo de tarefa principalmente no mundo do trabalho. Entretanto, continua sendo empregado em forma de expressão “Não sou mensageiro de ninguém”.

Linguagem coloquial X Linguagem culta

Quase sempre há duas maneiras diferentes de comunicação: uma mais informal, outra coloquial e direta, além de outra mais culta. Isso é o acontece com o termo recado. No contexto formal ou oficial, a palavra trâmite ou diligência é mais adequada do que recado e deve ser utilizada em situações cotidianas, por exemplo, na comunicação entre amigos, vizinhos ou familiares.

Não há uma regra específica para saber quando devemos utilizar a linguagem coloquial ou culta, pois ambos os casos são igualmente válidos. Entretanto, no caso da palavra recado seu uso depende do senso comum, por exemplo, seria muito inadequado deixar um recado no departamento de comunicação oficial, como também seria atípico recorrer a uma diligência ou solicitação para poder comunicar-se com alguém de confiança.

Foto: iStock - Geber86

>> Próximo - Que Conceito >>


Relacionados Recado