Conceito de Reanimação Cardiopulmonar

Reanimacao-CardiopulmonarA Reanimação Cardiopulmonar, também conhecida por suas siglas como RCP, é um procedimento capaz de salvar a vida de uma pessoa e é realizado em situações de emergência como a parada cardíaca ou a parada respiratória.

Algumas condições como as doenças cardíacas que produzem arritmias ou infartos, acidentes ou traumatismos, são condições que alteram o metabolismo, como também as infecções graves, o uso de medicamentos e o consumo de drogas podem levar a pessoa presente a uma parada cardíaca ou cardiorrespiratória. O sintoma ou manifestação mais característica desta situação é o desmaio da pessoa e a perda do estado de consciência.

Diante de uma situação como esta é necessário verificar a existência de pulso e saber se a vítima está respirando. A forma mais fácil de sentir a pulsação é apalpar o pescoço para o lado e abaixo da mandíbula ou então buscar a pulsação da artéria radial que se encontra no pulso ao lado do dedo polegar. Para verificar a respiração, o observador pode reclinar-se sobre a vítima e ouvir sua respiração, ou então, verificar se ocorre o movimento normal do tórax ao subir e descer a pessoa.

Quando definitivamente a pessoa não tem pulso e não respira, deve-se colocá-la no chão ou em uma superfície firme para dar início ao ciclo de respiração e compressão no tórax. Esse procedimento constitui a base da reanimação cardiopulmonar ou RCP. A técnica varia ao tratar de um adulto ou criança e se há um ou vários reanimadores. Essa manobra não deve ser realizada em pessoas inconscientes mesmo que tenham pulso ou estejam respirando.

A fase mais importante ou crítica da reanimação cardiopulmonar é constituída pela compressão cardíaca que, ao ser executada de forma adequada, aumenta as possibilidades de sobrevida. Para ser realizada é necessário manter os braços estendidos com uma mão sobre a outra apoiada no centro do peito entre os dois mamilos, uma vez posicionadas, deve-se empurrar o tórax para baixo em torno de 5 cm para cada compressão. Este procedimento deve ser realizado rapidamente tratando de alcançar a frequência de 100 por minuto em ciclos de 30 compressões.

A ventilação ou insuflação de ar também é importante para a reanimação pulmonar, para isso, deve ser realizada a respiração boca a boca.

As atividades de ressuscitação cardiopulmonar devem continuar de forma ininterrupta até que a vítima resgate a consciência e chegue uma equipe de ajuda especializada para locomovê-la a um centro hospitalar. Uma boa técnica de RCP iniciada o quanto antes e realizada de forma oportuna é capaz de salvar muitas vidas.

>> Próximo - Que Conceito >>


Relacionados Reanimação Cardiopulmonar