Conceito de Rapto

Rapto

Um crime violento que priva a liberdade

O rapto é um crime que atenta especialmente contra a liberdade, pois consiste na retenção de uma pessoa contra sua vontade, ou seja, o sujeito raptado é atacado, surpreendido normalmente por um delinquente que já tem algum objetivo em mente, por exemplo, num sequestro, o objetivo do criminoso é obter o pagamento de um resgate em troca da liberdade do raptado, ou simplesmente, por ficar com a pessoa presa.

Quase sempre o rapto vem acompanhado de ameaça e de intimidação para conseguir que a pessoa raptada não grite e permaneça calada.

A questão monetária

Os raptos com fim econômico são os delitos mais comuns realizados no mundo inteiro, sendo que a questão monetária é o que mobiliza uma pessoa ou associação ilícita a raptar alguém com o intuito de obter uma considerável importância em dinheiro, mais conhecida como resgate. Em alguns lugares do mundo, infelizmente, os raptos se tornaram uma constante, pois dessa maneira o criminoso consegue o dinheiro de forma mais rápida.

Na Argentina especialmente após a crise de 2001 e no México recentemente, houve uma verdadeira onda de raptos a empresários e personalidades famosas como políticos, atores, cantores, entre outros.

Além disso, existem casos de raptos entre familiares, onde muitas vezes o pai acaba raptando seu filho porque a mãe não permite sua visita e convivência, por isso, os pais recorrem a essa atitude drástica.

O rapto também é chamado de sequestro.

Um impulso muito forte a mando de uma ação impulsiva

Por outro lado, o termo rapto é usado na língua espanhola para indicar um forte impulso, o ímpeto de um indivíduo que o leva a agir de maneira irracional ou de modo totalmente impulsivo. Normalmente um rapto desse tipo dura apenas um momento, ou um curto período, e reflete justamente a forma como a pessoa age. “Em um rapto de raiva, meu irmão matou a mulher”. “Teve um rapto de raiva e pediu demissão do seu emprego”.

>> Próximo - Que Conceito >>


Relacionados Rapto