Conceito de Raios Infravermelhos

Vamos supor que estamos na sala de casa e com o controle da televisão na mão. Se apontarmos para a tela, a troca de canal acontece pelo efeito dos raios infravermelhos. Isso ocorre porque o controle emite ondas de luz, embora esta luz esteja além do que podemos ver.

A luz infravermelha foi descoberta no início do século XIX, trata-se de uma nova região do espectro eletromagnético. Esta região é formada por ondas de comprimento de 760 nanômetros até um milhão de nanômetros ou um milímetro. Embora não podemos vê-la, a luz infravermelha pode ser sentida pelo calor. Apenas com alguns instrumentos é possível detectar as ondas infravermelhas, por exemplo, as câmeras infravermelhas de emissão noturna.

A energia infravermelha pode mostrar objetos no espaço que não podem ser obsevados através de telescópios óticos.

O sol emite radiação ultravioleta e uma pequena porção de luz infravermelha, assim todas juntas são conhecidos como radiação de ondas curtas. Quando a radiação atinge a Terra, uma parte é refletida para as nuvens e outra parte é absorvida pela atmosfera. O calor gerado por esta absorção é emitido como radiação infravermelha de onda radiada para fora do espaço. A radiação solar que atravessa a atmosfera é refletida pela neve, pelo gelo, por outras superfícies ou então absorvida pela superfície terrestre. Assim, o calor recebido é emitido para a atmosfera como radiação infravermelha de ondas largas e apenas uma pequena parte desta radiação chega ao espaço sideral.

O conhecimento destes raios da natureza permite o desenvolvimento de tecnologias em diversas áreas, conhecida como tecnologia infravermelha.

Aplicações práticas

Alguns sistemas de segurança empregados pela policia recorrem aos raios infravermelhos. O mesmo ocorre na área militar ou na relação da luta contra os incêndios. Nos últimos anos, os arquitetos estão criando edifícios inteligentes e a tecnologia infravermelha permite detectar perdas de energia e, portanto, otimizar o consumo.

Na astronomia, é possível descobrir novos aspectos do universo e certos sistemas eletrônicos são testados com tecnologia infravermelha.

A medicina é a área onde há mais aplicações práticas em relação a esta energia. Os raios infravermelhos são usados como uma terapia luminosa, por isso são muito eficientes para combater a acne e a artrite. Em algumas doenças, a parte do corpo lesionada libera óxido nítrico ao receber o efeito dos raios, o que produz um relaxamento dos vasos sanguíneos e melhora na circulação.

Foto: iStock - rdonar

>> Próximo - Que Conceito >>


Para citar no seus trabalhos (Norma ABNT):

Raios Infravermelhos. QueConceito. Sao Paulo.
Disponível em: < http://queconceito.com.br/raios-infravermelhos >. Acesso em: [data-na-qual-o-artigo-foi-visto]

Relacionados Raios Infravermelhos