Conceito de Proveta

ProvetaProveta é um instrumento de laboratório, cilíndrico, de vidro e com uma base que serve para medir líquidos. Entretanto, este termo se popularizou por esse instrumento fazer parte da área de fertilidade que permite a fecundação do óvulo para dar origem ao famoso bebê de proveta.

A infertilidade é um problema mundial que afeta aproximadamente um em cada seis casais. Muitos desses casais procuram ajuda com o médico ginecológico ou obstetra. Esta especialidade tem desenvolvido procedimentos para tratar a infertilidade desde 1866, quando se acreditava que a única causa era a estreiteza do colo do útero e que com cirurgia se tornava possível sua dilatação. Mais tarde, em 1884, foi realizado o primeiro procedimento de inseminação artificial ao colocar o sêmen de um doador direto no útero de uma mulher através de uma cânula. Este procedimento foi bem sucedido e com isso foi possível o nascimento de um bebê após nove meses.

Mais adiante, na década de 70, houve um grande avanço na investigação do sistema hormonal e seus efeitos sobre o aparelho reprodutor, que contribuíram com o nascimento do primeiro bebê de proveta em 1978. A investigação e o desenvolvimento desta técnica fizeram com que seu criador, Fisiologista Robert Edwards, recebesse o Prêmio Nobel de Medicina em 2010.

Os bebês de proveta são produto de um procedimento conhecido como Fertilização In Vitro. Para ser realizado, é indicado primeiramente um tratamento hormonal à mãe para estimular a ovulação e conseguir a produção de vários óvulos (normalmente em cada ciclo é produzido apenas um). A partir deste momento são realizados ultrassons transvaginais com frequência para poder avaliar o desenvolvimento dos óvulos e verificar quando estão maduros.

Chegado o momento, são extraídos através de uma punção e aspiração. Geralmente este procedimento é realizado nos dois ovários, onde é extraído o maior número de óvulos possível. Posteriormente este procedimento conhecido como fertilização in vitro é realizado em laboratório, onde se estuda os óvulos e, uma vez selecionados, os melhores são fertilizados com os espermatozoides fora do corpo da mulher. Após a fertilização, esse processo ocorre em poucas horas, são esperados alguns dias para que o embrião aumente o número de células e seja transferido para o útero, continuando assim seu desenvolvimento.

>> Próximo - Que Conceito >>


Relacionados Proveta