Conceito de Partilha

PartilhaDe acordo com o contexto, o termo partilha se refere a diversas questões. Um dos primeiros usos deste termo serve para referir à repartição de algo. Por exemplo, a justiça vai permitir a partilha de todos aqueles bens e imóveis que correspondem à empresa para que possa indenizar os credores que estão esperando o pagamento desde o inicio do julgamento.

Além disso, em alguns contextos, o termo partilha é utilizado para referir-se a uma doação, pagamento ou oferta. Os fiéis seguidores do pastor fizeram sua partilha, um de cada vez, e após participarem da cerimônia religiosa, voltaram para seus lares.

No entanto, o uso mais conhecido e popular que se atribui ao termo está na Economia. A partilha é o pagamento em dinheiro realizado por uma empresa ou pessoa. Tanto os gastos quanto os investimentos que uma pessoa física ou jurídica realiza em um ano é designado como partilha.

Existem diferentes tipos de partilhas: Partilhas complementares (atribuições de recursos destinados a cobrir gastos de um novo programa ou de algum em execução. Podem ser tanto para gastos correntes como de capital); partilhas contingentes (atribuições destinadas a cobrir necessidades imprevisíveis ou extraordinárias); partilhas derivadas de receitas por conta de terceiros (quantidade atribuída através do trabalho realizado a terceiros, como por exemplo, impostos de renda, retenções diversas, cotas sindicais, entre outras); partilhas especiais (previsão extra de dinheiro para desenvolver novos programas ou então completar aqueles já em processo); partilhas imprevistas (atribuições destinadas a cobrir despesas que por serem imprevisíveis não fazem parte do orçamento); partilhas recuperáveis (saída de recursos devido a empréstimos pessoais, compra de títulos, depósitos de segurança, entre outros) e partilhas realizadas em períodos pré-operativos (são aquelas destinadas à pesquisa, desenvolvimento, design e melhoramento de um produto).

>> Próximo - Que Conceito >>


Relacionados Partilha