Conceito de Oviparidade

A oviparidade é uma maneira de reprodução caracterizada por uma fêmea de qualquer espécie que coloca ovos e este embrião se desenvolve fora do corpo da mesma. Ao contrário acontece com as espécies vivíparas que desenvolvem os embriões no interior do seu corpo e que só saem no momento do parto. No entanto, nos ovíparos, o nascimento acontece quando o ovo eclode. As aves, os répteis, os peixes e os insetos são os principais representantes deste tipo de reprodução.

Basicamente a fêmea põe os ovos em um meio externo normalmente sob a defesa de predadores e em condições de segurança, aí o embrião se desenvolve através da eclosão do ovo. A casca se rompe e o filhote nasce, esta imagem é certamente familiar para as pessoas que estão sempre em contato com a natureza, como também é uma situação bem representada pelos meios de comunicação visual.

Inclusive o ovo é composto por uma estrutura sólida e rígida, além de exercer a função de protetor principal do filhote graças a estas características.

O tamanho dos ovos varia de espécie para espécie, por exemplo, as avestruzes fêmeas depositam os ovos maiores da classe ovípara.

Também varia bastante a quantidade de ovos que uma espécie pode depositar, por exemplo, as tartarugas marinhas podem depositar milhares de ovos como também uma quantidade bem menor do que isso.

Vale destacar que os ovíparos podem botar seus ovos na superfície como é o caso dos répteis e dos insetos, ou até mesmo botá-los dentro da água. No primeiro caso depositam os ovos no lugar indicado após um processo de fecundação interna, enquanto que no segundo caso os ovos são colocados sem ser fecundados.

>> Próximo - Que Conceito >>


Para citar no seus trabalhos (Norma ABNT):

Oviparidade. QueConceito. Sao Paulo.
Disponível em: < http://queconceito.com.br/oviparidade >. Acesso em: [data-na-qual-o-artigo-foi-visto]

Relacionados Oviparidade