Conceito de Nome

nomeNome é a denominação que se dá a uma pessoa, animal ou objeto para distingui-lo dos demais e dar-lhe uma identidade única que não seja confundida com outra similar.

Normalmente, os nomes são consequência da tradição ou podem ter sido criados para descrever uma nova realidade. Por exemplo, as pessoas (mas precisamente, os casais) que esperam pelo nascimento de um filho costumam ter um importante peso emocional e maior importância no momento da escolha de seu nome, e consultar não só os seus familiares, mas a importância das diferentes opiniões de nomes que têm. Também é muito comum que consultem livros ou páginas da internet que explicam as origens e o porquê dos nomes.

Uma das práticas mais usuais há algumas décadas era a de colocar em um filho o mesmo nome que tinha uma avó, tia, prima da qual amava muito e já não estava mais presente, com a ideia de fazer-lhe uma homenagem especial. Do mesmo modo, durante muito tempo era comum escolher o nome do menino ou da menina de acordo com o calendário católico em função do dia do nascimento. Assim, os nascidos em 30 de maio costumavam ser chamados de Fernando, em honra a San Fernando III, ou as meninas nascidas em 25 de dezembro costumavam ser chamadas de Natavidade, relacionada à festa de natal.

Entretanto, hoje em dia é muito frequente que os casais fujam dos nomes que eram muito comuns durante muito tempo e escolham aqueles que são menos comuns, mas não menos raros. Sasha, Indio, Brisa, Luna, Shiatsu, são algumas amostras do que eu digo.
Também, como consequência da globalização começou a aparecer nomes de outras línguas que atingiram o castelhano. Portanto, “Johnatan” e suas numerosas variantes, assim como “Cynthia” ou “Jennifer” começaram a ser utilizados em toda a América Latina. Citando-se que os nomes surgidos nas línguas do povo indígenas, também foram integrados e são utilizados com frequência, por isso, é comum ouvir nas novas gerações nomes como Nahuel, Eluney, Inti ou Quilla, entre outros.

Vale ressaltar, que em algumas nações pode optar por qualquer denominação que não resulte em ofensa para dar nome a uma criança. Assim, muitas vezes como homenagem nos Estados Unidos ou Uruguai, algumas pessoas tem como nome próprio Washington (em honra ao libertados americano), Google (pelo buscador da Internet) ou mesmo o país ou região de origem dos seus antepassados (Itália, Grécia, Alsácia, entre outros).

>> Próximo - Que Conceito >>


Para citar no seus trabalhos (Norma ABNT):

Nome. QueConceito. Sao Paulo.
Disponível em: < http://queconceito.com.br/nome >. Acesso em: [data-na-qual-o-artigo-foi-visto]

Relacionados Nome