Conceito de Niacina (Vitamina B3)

Niacina-Vitamina-B3A niacina, também conhecida como vitamina B3, é uma das vitaminas do grupo B que também recebe o nome de nicotinamida ou ácido nicotínico.

Esta vitamina pode ser encontrada em vários alimentos como nas vísceras, no trigo, nos peixes, lácteos, ovos, nozes e leguminosas. Também está presente em alguns cereais, embora muitos deles não se encontrem biodisponíveis, ou seja, não podem ser tomados do alimento ao ser ingerido como é o caso do centeio e do milho que precisam ser processados antes de ser consumidos e assim absorver esta vitamina.

Uma vez no organismo, a niacina é distribuída pelo interior dos glóbulos vermelhos e das células, sendo que no sangue somente se encontram as concentrações mínimas. Embora a principal fonte de vitamina seja a alimentação, o organismo é capaz de produzi-la através de um aminoácido chamado triptofano.

Esta vitamina interfere em uma grande quantidade de reações bioquímicas do organismo como é caso da degradação da glicose no processo chamado glicólise, assim como no metabolismo dos ácidos gordurosos, ambos necessários para produzir energia. Também interferem na respiração celular, na produção de hormônios, na eliminação do álcool no organismo e na síntese dos ácidos nucleicos necessários para formar o DNA.

O déficit de niacina origina o surgimento de uma doença conhecida como pelagra que pode levar à morte. Ela se caracteriza pela presença de lesões na pele, queda de cabelo, vômitos, diarreia, irritabilidade, demência e transtornos das raízes nervosas. Hoje em dia é muito rara, entretanto, no passado era frequente em camponeses que baseavam sua alimentação no milho e em cereais, especialmente se o consumo de proteínas era baixo.

O tratamento do déficit desta vitamina é baseado no uso de seus suplementos. Na medicina, esta vitamina é empregada no tratamento dos níveis elevados de colesterol e triglicérides, uma vez que é capaz de diminuir o colesterol LDL ou mau colesterol, ou então, elevar o HDL ou bom colesterol, produzindo assim um efeito protetor vascular que retarda o surgimento de certos transtornos como a arteriosclerose. Entretanto, seu uso deve ser observado sob a vigilância sanitária por causa do alto índice de efeitos colaterais que acompanha seu consumo, entre os quais se destacam a sensação de calor e sufoco que obrigam a suspensão do tratamento.

>> Próximo - Que Conceito >>


Relacionados Niacina (Vitamina B3)