Conceito de Miastenia Grave

A miastenia grave é uma doença neuromuscular que causa fraqueza e fadiga, apresenta-se com maior frequência em mulheres entre 20 e 40 anos, assim como em homens acima dos 60 anos de idade. Estima-se que a miastenia grave ocorra em 1 de cada 100.000 pessoas.

A principal manifestação da miastenia grave é o estado de fraqueza ou astenia que atinge todo corpo, sendo mais notória nos olhos. Estes se fecham e se tornam difíceis de serem mantidos abertos devido à fadiga das pálpebras. Isso se torna mais evidente com o decorrer do dia, assim como ao praticar algum tipo de atividade física.

A miastenia grave se deve à produção de anticorpos dirigidos contra os receptores da acetilcolina localizados no músculo, bloqueando o estímulo deste neurotransmissor sobre a atividade muscular dando origem assim à fadiga. Por esse motivo, a miastenia é considerada uma doença autoimune.

Manifestações da miastenia

Os sintomas que acompanham esta doença dependem dos músculos atingidos, que pode surgir desde uma fadiga exclusiva das pálpebras até uma fadiga generalizada que compromete a respiração.

A fadiga dos músculos da visão é a manifestação mais frequente, apresenta-se com a queda de uma ou ambas as pálpebras sem causa aparente, isso acompanha a dificuldade de visão ou a diplopia. Quando atingem os músculos do pescoço pode ocorrer dificuldade de engolir ou falar, assim como a impossibilidade de manter a cabeça erguida. Inclusive, quando os músculos do tronco e dos membros são atingidos afetam a mobilidade e o equilíbrio da pessoa, da mesma forma que podem surgir também problemas respiratórios.

Como pode ser diagnosticada?

Geralmente, a miastenia grave é diagnosticada após um longo tempo do seu surgimento, uma vez que seus sintomas estão associados a outras causas antes mesmo de pensar que a causa seja devida a ela.

Diante de uma suspeita é importante realizar exames que permitam avaliar a função neuromuscular, como ocorre com a eletromiografia, a qual faz um registro da atividade elétrica muscular após um estímulo controlado.

Também é importante realizar exames como a tomografia do tórax em busca de lesões do timo, já que estas se encontram diretamente relacionadas ao desenvolvimento da miastenia grave.

A confirmação deste diagnóstico pode ser comprovada ao evidenciar a presença de anticorpos no sangue dirigidos contra os receptores da acetilcolina do músculo, que estão presentes entre 75 e 85% dos pacientes com miastenia grave.

Tratamento pode ser realizado com cirurgia

Nos pacientes que apresentam resíduos de timo ou tumores desta glândula é necessário realizar uma cirurgia para remover todo este tecido, em certas ocasiões, este procedimento pode curar de vez a doença.

Quando isso não acontece, o tratamento se baseia no uso de medicamentos que aumentam os níveis de acetilcolina no músculo com a finalidade de melhorar a transmissão neuromuscular, o que permite melhorar a atividade muscular e diminuir a fadiga.

Foto: iStock, Tharakorn

>> Próximo - Que Conceito >>


Para citar no seus trabalhos (Norma ABNT):

Miastenia Grave. QueConceito. Sao Paulo.
Disponível em: < http://queconceito.com.br/miastenia-grave >. Acesso em: [data-na-qual-o-artigo-foi-visto]

Relacionados Miastenia Grave