Conceito de Meninges

As meninges são três membranas que revestem e protegem o encéfalo e a medula espinhal, assim como são estruturas que formam o sistema nervoso central: pia-máter, aracnoide e dura-máter.

A pia-máter é a membrana mais interna, ela reveste completamente o sistema nervoso central e se encontra estreitamente vinculada com os vasos sanguíneos.

As aracnoides se localizam por fora, são formadas por uma membrana que se estende até a pia-máter originando uma cavidade em seu interior: o espaço subaracnoideo, por onde flui o líquido cefalorraquidiano.

A dura-máter é a membrana mais externa, apresenta uma estrutura fibrosa e uma cor branca brilhante. Ela separa o sistema nervoso central do crânio e do bulbo raquidiano da coluna vertebral. Entre a dura-máter e a aracnoide há um espaço virtual conhecido como espaço subdural. Em relação ao crânio, a dura-máter se encontra diretamente aderida ao osso, em compensação na coluna há um espaço entre esta membrana e as paredes do bulbo raquidiano denominado espaço epidural.

No interior do crânio não há veias apenas seios venosos. São estruturas de drenagem que se encontram para formar a dura-máter. Esta membrana também forma uma estrutura conhecida como Tentório ou Tenda do cerebelo: extensão da dura-máter que forma uma parede separando o cerebelo completamente do cérebro.

Transtornos das Meninges

As meninges são a base de uma série de transtornos, entre as quais três se destacam predominantemente por sua importância e frequência.

Meningite

É a colonização de germes patogênicos nas meninges, principalmente de vírus e bactérias. Trata-se de uma infecção que se apresenta com frequência na infância e que vem acompanhada de dor de cabeça, febre e rigidez na nuca. Sua evolução é variável podendo recuperar-se completamente ou deixar sequelas que dependem de fatores como a produção de microrganismos e as condições do sistema imune do paciente.

Meningioma

É um tumor que atinge a membrana dura-máter, embora não seja uma lesão maligna é capaz de ocasionar uma série de sintomas produto da compressão das estruturas vizinhas, tais como dor de cabeça, paralisia, perda da força e da sensibilidade, lesões nos nervos cranianos, enjoos, convulsões, entre outros.

Hemorragia subaracnoidea

A ruptura de um vaso sanguíneo do cérebro pode ocasionar sangramento até o espaço subaracnoideo. Isso acontece principalmente no caso de aneurismas ou má formação arteriovenosa. Manifesta-se diante de uma intensa dor de cabeça de início súbito podendo vir acompanhada de certos transtornos da consciência, vômitos, rigidez no pescoço e convulsões.

Foto: fotostorm I iStock

>> Próximo - Que Conceito >>


Relacionados Meninges