Conceito de Medicina Interna

Medicina-InternaA medicina interna é uma especialidade médica que se dedica ao estudo, diagnóstico e tratamento das doenças próprias de um adulto.

A medicina interna abrange as chamadas doenças internas que não correspondem a um tratamento com cirurgia. O médico que exerce essa especialidade é conhecido como médico internista ou clínico geral, que uma vez formado em medicina deve cursar pós-graduação em medicina interna com duração de três anos para ser considerado especialista nesta área.

Após a conclusão dos estudos em medicina interna, o médico pode exercer a função de médico internista ou então optar por cursar outras especialidades como a cardiologia, neurologia, gastroenterologia, dermatologia, reumatologia, infectologia, imunologia, alergologia, pneumologia, hematologia, oncologia, nefrologia, endocrinologia, geriatria, entre outras.

A medicina interna oferece uma visão ampla do paciente como um todo, pois integra as diferentes subespecialidades. O especialista nesta área é o médico de cabeceira ou então médico de família que acompanha o paciente por toda a vida desde sua adolescência até a velhice. Ele antecipa um tratamento cirúrgico, tanto de forma ambulatória diante dos problemas que possam comprometer sua vida como durante sua hospitalização assim que necessite de cuidados especiais. Muitas vezes o internista é o médico de todo grupo familiar.

Em alguns casos, a medicina interna deve solicitar a avaliação do paciente por uma subespecialidade para ter um suporte em relação aos procedimentos diagnósticos e o tratamento de algumas condições específicas. Neste caso, o especialista pode indicar um tratamento que posteriormente será monitorado pelo médico internista tratante.

O médico especialista em medicina interna é capaz de diagnosticar e tratar doenças infecciosas, hipertensão arterial, diabetes, problemas metabólicos, distúrbios dos lipídios no sangue, doenças respiratórias, transtornos digestivos, entre outros. Da mesma forma, este especialista é o mais indicado para tratar os pacientes que recebem vários medicamentos de forma simultânea, além de controlar as doenças básicas, ele também precisa monitorar o surgimento de possíveis efeitos adversos ou secundários dos medicamentos e até mesmo dos problemas derivados das interações.

Outra importante função da medicina interna é a implementação de programas preventivos e de triagem que permitam o diagnóstico precoce das doenças, mesmo que estas se encontrem assintomáticas. Por esta razão, recomenda-se que toda pessoa adulta visite o médico internista pelo menos uma vez ao ano para uma avaliação geral e assim realizar exames físicos complementados por estudos básicos de laboratório e imagem para que estejam de acordo com certos fatores como o tipo de trabalho exercido pelo paciente, os antecedentes familiares e pessoais, assim como seus hábitos.

>> Próximo - Que Conceito >>


Relacionados Medicina Interna