Conceito de Lombalgia

LombalgiaA palavra lombalgia é empregada para referir-se à dor localizada na parte inferior das costas ou da coluna vertebral.

Este segmento da coluna está localizado imediatamente abaixo da coluna dorsal, é constituído por cinco vértebras lombares e pela musculatura regional.

Diferentemente da região dorsal, a região lombar apresenta uma maior capacidade de movimentos, especialmente flexão, extensão, flexão lateral e rotação. Isso a torna mais vulnerável por servir de base para diversas alterações.

Os esforços físicos e a má postura são capazes de sobrecarregar e lesionar essas estruturas. A causa mais frequente da lombalgia é a contratura muscular por esforço, conhecida como lombalgia mecânica que se caracteriza por uma dor intensa bem localizada e descrita como uma sensação de pressão. Em geral, essa dor vai diminuindo com o passar dos dias caso seja realizado um bom repouso, assim ela pode desaparecer por completo sem nenhum tipo de tratamento. Esta dor é mecânica e costuma agravar-se com movimentos e esforços, como também pode ser aliviada através de repouso.

Em alguns casos a dor é intensa e não melhora com repouso. Nestes casos, devem-se descartar as distensões musculares, de ligamento, lesões das vértebras ou dos discos intervertebrais. Estas lesões estão relacionadas com traumatismos intensos ou pequenos, com esforços repetitivos ao longo do tempo e são frequentes também em pessoas que praticam atividades físicas de alto impacto como a corrida.

A região lombar também serve de base para as dores que se originam em outras regiões, mas que se referem a essa zona lombar, por exemplo, as dores causadas pelas infecções renais como a pielonefrite ou pela existência de cálculos renais. Neste caso, a dor é mais profunda, predominantemente como uma cólica que vem acompanhada pelos sintomas urinários como ardência para urinar ou pela urgência de ir ao banheiro seguido da pouca quantidade de urina expelida.

Outras dores que se referem à região lombar são as lesões dos pâncreas, os distúrbios vasculares como aneurismas ou pela presença de tumores abdominais. Nestes casos, a intensidade da dor é diferente e costuma vir acompanhada de outros sintomas que permitem identificar sua origem.

Diante de uma dor lombar a melhor medida a ser tomada é a prevenção, mudar os maus hábitos posturais, evitar os esforços e diminuir peso. Durante uma crise, o repouso acompanhado da aplicação local de calor úmido, mais a prática de alongamentos, costuma ser o suficiente. Se a dor persistir apesar dessas medidas e houver sintomas como fraqueza nas pernas, ardência ou câimbras é necessário ir a um médico.

>> Próximo - Que Conceito >>


Relacionados Lombalgia