Conceito de Lepra

LepraA lepra é talvez uma das doenças mais antigas do mundo, embora a maior referência que se tem dela está na bíblia e continua afetando a população. Estima-se que há aproximadamente 230.000 novos casos por ano mundialmente. A doença é predominante na África, Ásia e nas ilhas do Pacífico, mas a maioria dos casos está na Índia, Congo, Moçambique, Madagascar e Brasil.

Mesmo em 600 a.C. esta doença já era conhecida. Desde então, até a década de quarenta a única intervenção realizada era o isolamento da pessoa infectada em colônias para leprosos, pois não existia cura para a doença. No início do século XX foi descoberta a origem infecciosa e a causa da lepra, denominada Mycobacterium leprae, que permitiu dentro da década de oitenta, o desenvolvimento de medicamentos capazes para combatê-la e um tratamento eficaz.

A lepra é uma doença transmitida por via respiratória através de gotas de saliva ou de secreções nasais das pessoas infectadas. A doença também pode ser adquirida através do contato de animais como o tatu, mosquitos e percevejos que tiveram contato com a terra infectada pela bactéria. Atualmente, seu contagio é relativamente baixo. Uma vez infectada pela bactéria, a doença pode ou não desenvolver-se, podendo passar vinte anos sem apresentar sintomas.

Os sintomas predominantes da lepra são: lesões na pele e no sistema nervoso periférico. As primeiras manifestações são manchas de cor clara, esbranquiçada, às vezes pouco visível, contornos imprecisos e perda da sensibilidade. Na fase mais crítica da doença podem aparecer nódulos infiltrados em todo corpo e que são denominados lepromas.

O contágio dos nervos pode inicialmente produzir dor e formigamento seguido da perda de sensibilidade nos dedos, nariz e orelhas. Esta perda da sensibilidade pode ocasionar lesões, traumas, ulcerações e inclusive mutilações.

Para suspeita de lepra, verifica-se se o infectado viajou para locais que existe a doença. Para confirmação, é realizada a biopsia das lesões cutâneas ou o teste da lepromina, que consiste na aplicação de um antígeno na pele e a espera de 48 horas para leitura.

No passado a lepra foi epidêmica, mas hoje é uma doença curável. O mais importante é fazer o diagnóstico precoce antes de aparecer lesões cutâneas do sistema nervoso periférico que levam às ulcerações e mutilações.

>> Próximo - Que Conceito >>


Relacionados Lepra