Conceito » Leitura

Conceito de Leitura




A leitura é uma atividade absolutamente humana, que nos permite, graças a sua realização e posta em prática, por exemplo, e entre outras coisas, interpretar uma poesia, um conto, uma novela, isso quanto ao estritamente literário, mas também à leitura devemos a possibilidade de interpretar sinais movimentos do corpo, dar ou receber educação. Obviamente por conta do ensino, a leitura, está estreitamente vinculada ao processo de aprendizagem e claro, será elementar para nos levar a um destino. Conforme mencionam a linguística e a psicologia cognitiva, duas das disciplinas que se encarregam do estudo de como os seres humanos percebem e compreendem a escrita, o homem percebe o ambiente por visão com fixo e sacadas. Quando fixa a vista, finca-a num objeto ou ponto imóvel e as sacadas lhe permitem redirecionar o olhar de um ponto fixo a outro. Então, é isto mesmo que realiza o olho humano quando lê algum texto, receita, diário ou livro.

Em condições normais, uma pessoa pode ler até 250 palavras por minuto, no entanto, quando se encontra com um texto ambíguo ou com alguma parte ininteligível, os seres humanos abrem mão das regressões, que são feitas em sentido contrário da esquerda para a direita, que geralmente se usa para ler.

Sendo tão importante e determinante, a leitura no processo de aprendizagem foi estudada profundamente para que se melhorassem suas técnicas, as quais terão por objetivo cumprir com duas questões inerentes para sua efetiva realização, que serão conseguir a máxima velocidade, mas sem resignar o entendimento daquilo que se está lendo.

Para isto é que se propõe a leitura sequencial, intensiva e pontual. A sequencial é a forma mais comum de se ler um texto, a velocidade será a que costuma pôr em prática o leitor e não haverá omissões nem repetições. Na intensiva estará colocado no entendimento do texto completo as intenções do autor, isto é, se analisará o que diz e como diz.

E a pontual é aquela através da qual o leitor somente lerá aquilo que lhe interessa, por exemplo, de uma nota de investigação extensa que aparece publicada no diário de domingo, só lerá a coluna que escreveu o colunista com o qual coincidem suas as apreciações regularmente e passará longe do resto do texto que o acompanha.

Mais uma leitura:

O conceito de leitura refere-se ao processo de apreensão de certos tipos de informação contida num suporte especial, que são transmitidos por certos códigos, como pode ser idioma. Quer dizer, um processo que conduz a certos símbolos para a sua compreensão. Você pode optar por códigos visuais, auditivos e até mesmo o sistema de leitura tátil Braille, assim, sendo ele um método utilizado por cegos para poder ler. Deve notar-se que existem alternativas a leitura que não necessariamente se apoiam na linguagem, como por exemplo, com a utilização de pictogramas.

A mecânica da leitura envolve a implementação de vários processos. A fisiologia, por exemplo, oferece a possibilidade de analisar e compreender a capacidade de leitura dos seres humanos a partir de uma perspectiva biológica (estudando o olho e a capacidade de definir a visão).

A psicologia, por sua vez, contribui para o processo que é operado na mente quando alguém lê, tanto para interpretar símbolos, caracteres e imagens como na associação da palavra com o que esse termo representa. A leitura consiste basicamente em quatro etapas: A visualização (um processo descontínuo, porque o olho não se desliza de forma continua sobre as palavras), a fonação (articulação oral, consciente ou inconscientemente, através do qual as informações passa da vista a fala) a audição (a informação que vai para o ouvido) e a cerebração (a informação chega ao cérebro e termina o processo de entendimento).

Existem várias técnicas quando você começar a praticar a leitura, que permitem adaptar a maneira de ler segundo o objetivo que o leitor deseja alcançar. Geralmente, se procura maximizar a velocidade de leitura ou a compreensão do texto. Como estes objetivos são contrários entre si, a leitura ideal tem de ser um equilíbrio entre os dois.

A leitura oferece muitas vantagens para aqueles que a tomam como um hábito necessário em suas vidas. Parte da riqueza que produz é um enriquecimento do universo interior e compreensão de outras realidades do leitor, a aquisição de conhecimentos que poderiam nos servir, melhorar nossas habilidades de comunicação (especialmente se a leitura é tomado por via oral) e colaborar com desenvolvimento da capacidade de análise, resolução de problemas e associações. E não devemos esquecer que é uma fonte de entretenimento apta para todas as idades, sexos e status social. O segredo para se tornar apaixonado por leitura é a de saber encontrar o que atende às nossas vontades, interesses e necessidades.

>> Próximo - Que Conceito >>