Conceito de Insuficiência Renal

Insuficiencia-RenalA insuficiência renal é uma séria condição pela qual o rim vê limitada sua capacidade de exercer suas diversas funções. Isso ocorre em consequência de vários acontecimentos agudos como a desidratação ou pelo grande número de doenças crônicas associadas.

Os rins são dois órgãos localizados profundamente dentro do abdome em cada lado da coluna vertebral. Eles cumprem várias funções entre as quais se destacam a filtração do sangue para retirar uma grande quantidade de substâncias, minerais, medicamentos e toxinas, como também são eliminados do organismo através da urina. O rim é também o órgão responsável de produzir um hormônio chamado eritropoetina, cuja função é estimular a produção dos glóbulos vermelhos em termos de medula óssea assim como manter o equilíbrio acidobásico do organismo.

A insuficiência renal pode ser de dois tipos: a primeira é a insuficiência renal aguda que pode ocorrer em poucos dias como consequência da diminuição do volume sanguíneo por condições hemorrágicas ou pelo estado de desidratação severa, assim como pelo uso de medicamentos, especialmente os anti-inflamatórios, os esteroides ou AINEs e inclusive pelo desenvolvimento de uma condição conhecida como nefrite que está associada aos processos infecciosos e alérgicos. Esta condição é caracterizada pela diminuição ou ausência da produção de urina que pode vir acompanhada pela presença de sangue na urina, elevação de uma série de substâncias no sangue e aumento da pressão arterial. Em geral, a insuficiência renal aguda é reversível quando identificada e tratada de forma adequada.

Outro tipo de insuficiência renal é a crônica e esta se produz por causa de doenças como a hipertensão arterial, a diabete e os distúrbios autoimunes como a lúpus. Nestas patologias, o dano é produzido de forma progressiva especialmente quando os pacientes não recebem tratamento para estas condições ou não se encontram bem controlados.

Diferentemente da insuficiência aguda, a insuficiência renal crônica é uma doença progressiva e irreversível, em suas fases iniciais é assintomática e reconhecida apenas em estudos de laboratório que colocam em evidência o problema renal ao ver o aumento dos níveis de tamanho de uma substância chamada creatinina. Para estabelecer a magnitude desse problema renal é necessário realizar estudos especiais como a depuração da creatinina na urina em 24 horas, estudo que permite calcular a taxa de filtração glomerular e que é o principal índice do funcionamento renal.

À medida que avança a insuficiência renal são produzidos sintomas como a retenção de líquidos com edema, dificuldade para respirar por acúmulo de fluídos nos pulmões, diminuição dos níveis de hemoglobina originados por um quadro de anemia, diminuição dos níveis de cálcio no sangue e aumento dos níveis de potássio.

A insuficiência renal em fase avançada é conhecida como insuficiência renal crônica terminal e é uma condição grave na qual para manter a vida é necessário que o paciente receba tratamento com diálise para limpar o sangue dos resíduos e eliminar o excesso do volume. Uma vez iniciada a diálise, a mesma deve manter-se de forma contínua três vezes por semana por toda vida ou até que o paciente receba um transplante renal.

>> Próximo - Que Conceito >>


Relacionados Insuficiência Renal