Conceito de Inflamação

InflamacaoA inflamação é um processo realizado normalmente no organismo com a finalidade de defender e proteger-se de certas situações de alerta através da agressão de microrganismos causadores de infecções como vírus, bactérias, parasitas, fungos, traumatismos, contato com radiações, frio, calor, irritações químicas, venenos e toxinas.

Algumas condições próprias do organismo como as doenças arteriais, as hemorragias, infartos, problemas de autoimunidade (onde o próprio organismo se agride), os tumores e o estresse são também capazes de ativar os mecanismos que produzem a inflamação.

A inflamação é reconhecida pela presença de quatro manifestações características, tais como aumento de volume, vermelhidão, calor e dor. Estes sintomas são produto da ativação de uma série de processos químicos que levam à produção de certas substâncias chamadas prostaglandinas.

Muitas vezes este processo se inicia pela ativação da membrana celular do sistema imunológico, tais como os macrófagos e os mastócitos, levando à produção de prostaglandinas e uma série de substâncias mediadoras da inflamação. Esse processo tem como finalidade de que as células do sistema imune se dirijam ao local da lesão e iniciem as atividades de defesa como é o caso da eliminação de vírus ou de bactérias por parte dos glóbulos brancos neutrófilos.

Este processo se mantém ao longo do tempo até que seu agente possa ser eliminado ou então que aconteça a reparação do tecido danificado por um traumatismo, queimadura, fratura ou qualquer outra causa. Na fase final da inflamação o tecido é reparado ou então substituído por um tecido fibroso ou cicatriz, que pode trazer sequelas ou consequências como é o caso da limitação de movimento ou rigidez da estrutura do aparelho locomotor, ou até mesmo pela insuficiência de um órgão ou de uma estrutura assim que inflamação invada um órgão interno.

Nas inflamações leves ou pequenas em geral, o processo se limita no tempo conseguindo a total reparação da estrutura inflamada sem sequelas. No caso das inflamações crônicas podem ocorrer alterações permanentes na arquitetura da estrutura lesionada produto do desenvolvimento de fibrose para substituir o tecido danificado.

Uma vez iniciado o processo inflamatório, o sistema nervoso é capaz de manter essa resposta no tempo ou então freia-la através da secreção de hormônios. Neste sentido, pode produzir o hormônio liberador de corticotrofina, hormônio sintetizado no hipotálamo nas fases iniciais para ativar a inflamação enquanto as suprarrenais segregam o cortisol, este um hormônio com grande poder anti-inflamatório capaz de limitar e frear este processo.

A inflamação tem uma finalidade protetora e reparadora no organismo, o uso de medicamentos anti-inflamatórios de forma indiscriminada pode afetá-lo. Um exemplo disso são as lesões ósseas que não usam anti-inflamatórios, pois estes causam a formação de um calo e posteriormente consolidam a fratura.

>> Próximo - Que Conceito >>


Relacionados Inflamação