Conceito de Fitoterapia

A palavra fitoterapia é formada pelo termo grego fito (que significa planta e terapia) que quer dizer tratamento e é utilizada como sinônimo de cura. Assim, a fitoterapia é a cura através das plantas medicinais.

Objetivo da Fitoterapia: ajudar o organismo através das plantas medicinais

A fitoterapia tem como objetivo fazer com que o organismo que não funciona corretamente melhorar com o uso de plantas medicinais. Devemos lembrar que as plantas tem um poder de cura diferente dos medicamentos convencionais, pois estes últimos estão focados em modificar ou atacar um sintoma; enquanto que as plantas tentam melhorar o funcionamento de um órgão, embora isso não faça desaparecer o sintoma. Em outras palavras, a fitoterapia está focada na raiz de um problema de saúde.

Como é realizado um tratamento?

Normalmente o tratamento medicinal através das plantas é realizado pela combinação de várias delas. O procedimento habitual é misturar plantas diferentes em quantidades parecidas em um recipiente e tomá-las sem demora como uma infusão. Também podem ser tomadas em forma de extratos alcoólicos individuais, um pouco de cada erva ou em forma de cápsulas. Geralmente, a duração de um tratamento deve ser de aproximadamente umas três semanas e os especialistas aconselham que não sejam tomadas de forma excessiva, pois as plantas possuem um grau de toxicidade mesmo sendo em grau mínimo.

O efeito principal dessa técnica curativa é a normalização do organismo e sua principal vantagem é a falta de contraindicações. Antes de consumir plantas é aconselhável consultar um especialista, pois sua ação pode reduzir os efeitos de alguns medicamentos.

Os especialistas dessa área consideram que as cinco plantas fundamentais para a nossa saúde são: cavalinha como diurética e para alguns tecidos; papoula da Califórnia para transtornos de ansiedade; sálvia para efeitos da menopausa; óleo de prímula por sua ação hidratante e antioxidante; equinácea para prevenir doenças virais como gripe.

Princípios da fitoterapia

As plantas servem como alimento através dos princípios imediatos (por exemplo, os carboidratos, lipídeos e proteínas). Contudo, desde os tempos mais remotos elas são utilizadas para curar o organismo através dos princípios ativos que possuem. Para ilustrar a ideia dos princípios ativos das plantas recorremos a dois exemplos (os princípios ativos cardiotônicos têm propriedades purgantes e são encontradas na planta cascara sagrada ou sulfurados que atuam como antibióticos e são extraídos do alho e da cebola).

A fitoterapia está baseada em princípios da medicina oriental relacionadas à energia do corpo humano que se concentram na origem de um problema de saúde e não em suas consequências.

Foto: iStock - oneblink-cj

>> Próximo - Que Conceito >>


Relacionados Fitoterapia