Conceito » Feudalismo

Conceito de Feudalismo




FeudalismoO conceito de feudalismo é um assunto debatido amplamente por especialistas na matéria, sem que se pudesse chegar a uma definição concreta e que englobe todo o significado do termo. A base do conceito de feudalismo parte de um sistema econômico, social e político, que tem seu alicerce na vassalagem e na independência pessoal.

Os feudos nascem pela concessão de reis ou de nobres a outros nobres, tanto laicos como eclesiásticos, de um feudo ou de uma propriedade territorial. Em contrapartida os preceptores do dito feudo cotraem uma série de compromissos. Pelo qual se cria um vínculo de dependência, em cuja virtude o que recebe o feudo fica obrigado a prestar serviços de vassalagem e fidelidade auxiliando-lhe em caso de guerra, problemas econômicos ou necessidade de conselho. Por sua vez, o senhor ou soberano se compromete a proteger o vassalo e velar pelo futuro de sua família em caso de que o vassalo falecesse.

O feudo outorgado compreendia a terra e os que habitavam nela, que passavam a servir ao novo senhor. Pode-se considerar feudalismo como um regime de produção, que consiste em uma imposição pela força de obrigações ao produtor, em retribuição a certas exigências econômicas ou laborais. O que identifica claramente o feudalismo e a servidão, como uma obrigação para com o senhor por parte da massa produtiva: prestação de serviços, pagamento de quantidade em produtos ou dinheiro. A própria evolução da sociedade medieval deu lugar a certas mudanças, algumas delas tão relevantes como a obrigação de pagar a renda do dinheiro ao senhor. Essa mesma mudança foi uma das causas da caída do feudalismo, devido a que a excessiva pressão exercida por parte do senhor para com os seus servos, no sua tentativa de possuir cada vez mais fortuna. O feudalismo alcançou o seu auge na Europa nos séculos XI AL século XIII.

O termo feudalismo, de acordo com o dicionário de termos básicos para a história, provém do latim “foedus”, que significa pacto ou trato. O feudalismo é um sistema de produção no qual, dentro de uma economia fechada e autossuficiente, de predomínio agrário e baixa produção, os grupos sociais se estruturam de acordo com a posse da terra, sendo a relação entre senhor e servo a que determina a maneira de produzir, e que, ao estabelecer vínculos de dependência pessoal, dá lugar a uma fragmentação extrema do poder político e um leve movimento social, propiciando uma mentalidade dominada pelos assuntos de caráter religioso.

>> Próximo - Que Conceito >>