Conceito » Fábula

Conceito de Fábula




FábulaDentro do gênero literário, uma fábula será aquele relato breve e fictício, escrito quer seja em prosa ou em verso e que tem principalmente um objetivo didático, que ficará evidenciado na moral final que quase sempre propõe.

Os personagens que tem costume de intervir na mesma podem ser seres humanos, animais, objetos inanimados e animados.
A mencionada moral ou mensagem com um claro caráter instrutivo que as mesmas promovem é a característica mais marcante das fábulas.

Muito frequentemente elas são vinculadas ou confundidas, mesmo assim vale destacar que a fábula nada tem que ver com a parábola, o discurso (intenção de exortar alguém a seguir uma determinada conduta ética) e o apólogo (de conteúdo mais geral).
Então, as características que nos permitirão reconhecê-la como tal são: conteúdo moralista, moral, relato breve, intervêm poucos personagens, ostenta uma enorme inventiva, inverossímil, exposição irônica de vícios e virtudes.

O nascimento das mesmas se deu na antiguidade greco-romana, quando os escravos pedagogos as empregavam para lhes ensinar condutas éticas a quem educavam. A partir do século XIX, a fábula, se transformaria em um gênero hiper popular, que ampliaria suas temáticas e dando lugar à aparição de muitas coleções especializadas.

O termo fábula também apresenta outros usos na linguagem usual atual como: rumor ou fofocas e relato falso ou inventado.
Quando se quer estabelecer uma relação falsa e mentirosa, carente de todo fundamento é comum o emprego do termo. E por outro lado, àquela ficção artificial mediante na qual se tenta encobrir uma verdade se denomina fábula. “Não creio mais nas fábulas a respeito das razões de seu divórcio.” “A desvinculação da empresa se deu por meio de numerosas e incríveis fábulas.”

Mais uma leitura:

A fábula é uma história que pretende transmitir uma lição baseada na moral dos seres humanos. De um modo geral, numa fábula podemos ver a representação de pequenos animais que pretendem expor numa pequena história as várias facetas do homem: egoísmo, ingenuidade, vaidade, mentira, entre muitas outras.

Considerada como uma das formas mais antigas de narrativa a fábula vem de tempos imemoriáveis. No mundo das fábulas podemos encontrar incontáveis escritores que dedicaram sua via a este tipo de narração, porém, vale a pena mencionar três escritores que alcançaram um nível mais elevado com essa forma de literatura: No século VI a.C, o grego Esopo se destacou nessa forma literária, O Latino conhecido como Fedro que viveu entre 15 e 50 d.C e o francês Jean de La Forntaine que viveu e escreveu suas obras no século XVII.

No Brasil do século XX, destacou-se como um grande contador de fábulas o escritor que recriou muitas fábulas, Monteiro Lobato, autor de muitas obras, das quais se destaca “Sitio do pica-pau amarelo”. Ainda no Brasil, mais precisamente no Rio de Janeiro, o escritor Millôr Fernandes, reinventou as fábulas de Esopo e de La Fontaine, dando-lhes forma satírica e mais divertida.

A fábula está dividida de forma em que na primeira parte podemos perceber a história como tal e na segunda parte encontramos a moral da história e seu significado.

Não se sabe realmente como nem quando se originaram as fábulas. Na Grécia antiga os gregos acreditavam que Esopo seria o fundador desse gênero literário. Entre as obras mais conhecidas de Esopo estão: “A tartaruga e a lebre” e “A raposa e as Uvas”. De todos modos, muitos conhecem essas fábulas que se tornaram famosa ao longo da história da Humanidade.

Já La Fontaine se destacou com suas fábulas mais conhecidas até na atualidade que substitui paulatinamente o livro escrito pelas novas formas de tecnologia. “O lobo e o cordeiro”, “O leão e o rato”, entre muitas outras. Este escritor colaborou para que em muitos lares espalhados por todo mundo as crianças pudessem maravilhar-se com fábulas carregadas com lições de moral que podem ser aplicadas no dia a dia de cada um.

A fábula é um gênero que põe em evidência os modos de comportamento humano, atua sobre o leitor dando uma perspectiva onde predomina os valores éticos e morais.

>> Próximo - Que Conceito >>