Conceito de Ensaio

EnsaioO ensaio é um gênero literário caracterizado principalmente pela proposta e pela defesa de um ponto de vista pessoal e subjetivo sobre um determinado tópico que pode enfocar diversas áreas, sem ser amparado em algum quadro teórico, mas na própria vontade de querer comunicar ou expressar a própria opinião.

Em geral, é muito utilizado em áreas acadêmicas, como universidades, órgãos ou centros de estudos ou investigações. De todos os textos "acadêmicos" sem dúvidas podemos afirmar que o ensaio é o mais "livre", "pessoal" e que não está ligado à demonstração empírica (da realidade) e sistemática como se faz na monografia e no artigo de investigação.

Embora como gênero sua origem seja bastante moderna, pode ser encontrado na antiga oratória greco-romana, na qual Menandro "o Retórico" foi uma figura muito destacada e que inclusive expôs em seus discursos sobre o gênero epidítico algumas características que hoje conhecemos como ensaio e que coincidem bastante com os que mantêm este: tema livre e aleatório, linguagem simples, coloquial e natural; determinações e conclusões subjetivas, introdução de elementos como anedotas pessoais, citações ou provérbios para dar um caráter mais vivo e, além disso, não guarda nem respeita uma ordem pré-estabelecida como se faz em um conto, por exemplo. Por último, o ensaio também é breve e está dirigido a um público heterogêneo na maioria das vezes.

Um ensaio é composto da seguinte maneira: introdução, onde se apresenta o tema com suas hipóteses e teses correspondentes. É seguida pelo enunciado de uma frase que geralmente está relacionada ao tema e é da própria autoria do ensaísta. Em seguida vem o desenvolvimento, onde se aprofunda a tese através de uma modalidade expositiva argumentativa e, finalmente, na conclusão trata de aprofundar mais a tese explicando o porquê a sustenta desde o início.

É no desenvolvimento onde o autor deve escolher entre diferentes "técnicas" de escritura. Por exemplo, na comparação, expõe as principais características do objeto/tema em relação aos outros. Outra técnica é da exemplificação, onde o autor busca exemplos da realidade empírica para sustentar teorias ou macro visões. Por último, a contrastação é muito parecida à comparação, embora neste caso, se dá ênfase a duas realidades ou características diferentes entre dois ou mais objetos.

>> Próximo - Que Conceito >>


Para citar no seus trabalhos (Norma ABNT):

Ensaio. QueConceito. Sao Paulo.
Disponível em: < http://queconceito.com.br/ensaio >. Acesso em: [data-na-qual-o-artigo-foi-visto]

Relacionados Ensaio