Conceito de Doença de Addison

Doenca-AddisonA doença de addison é um distúrbio hormonal que ocorre em função da deficiência dos hormônios produzidos pelas glândulas suprarrenais. Esta situação ocorre quando estas glândulas são afetadas por alguma doença infecciosa ou autoimune.

As glândulas suprarrenais são duas estruturas localizadas acima de cada rim, que tem um peso estimado de 10 gramas em cada e que produzem diversos hormônios de grande importância para o organismo.

Em seu revestimento externo, também conhecido como córtex, são produzidos três tipos de hormônios: os glicocorticoides ou cortisol, os mineralocorticoides ou aldosterona e os hormônios sexuais.

O cortisol é um importante hormônio que se relaciona com o metabolismo dos açúcares, contribui para manter os níveis de glicose no sangue e ao mesmo tempo cumpre um papel importante ao preparar o organismo para situações de estresse. É também um potente anti-inflamatório porque na prática médica cotidiana são empregados medicamentos do tipo esteroide para diminuir a inflamação.

A aldosterona é um hormônio que está associado à regulação da pressão arterial, este efeito ocorre por sua capacidade de aumentar os níveis de sódio no sangue e consequentemente seu volume sanguíneo e a pressão arterial.

Os hormônios sexuais produzidos pela suprarrenal são do tipo andrógeno, ou seja, hormônios masculinos que se tornam testosterona. As mulheres têm testosterona proveniente desta função das glândulas suprarrenais. Este hormônio masculino é necessário para manter alguns caracteres sexuais no corpo como o pelo axilar e o pelo púbico.

As glândulas suprarrenais podem ser afetadas por certos transtornos como infecções, principalmente pela tuberculose e HIV, como também por tumores e doenças de autoimunidade.

O envolvimento destas glândulas leva a uma condição conhecida como insuficiência suprarrenal ou doença de addison. Neste transtorno há manifestações produto da deficiência destes hormônios. As principais manifestações desta doença são: a diminuição da pressão arterial, sensação de enjoo, desmaios, diarreia, desidratação, palidez, pigmentação da pele especialmente cicatrizes, fraqueza, perda de peso e o desejo de ingerir alimentos salgados, estes sintomas costumam ser muito variados e tendem a piorar conforme o avanço da doença.

Esta doença pode ser evidenciada pela prática de estudos que permitem medir os níveis de hormônios como o cortisol e os eletrólitos, uma vez apresentados não é possível sua cura, entretanto, pode ser tratada de forma permanente, ajudar os hormônios deficientes e controlar o desequilíbrio dos eletrólitos.

>> Próximo - Que Conceito >>


Relacionados Doença de Addison