Conceito de Depressão Geográfica

Depressao-GeograficaA geografia do nosso planeta apresenta diversos acidentes geográficos que nascem e determinam as particularidades de cada terreno, no entanto, a depressão geográfica é uma área, uma zona do relevo de nosso planeta que se caracteriza por estar em uma altura menor do que as outras regiões do planeta.

Basicamente o que causa uma depressão é o declive da terra em questão e que pode acontecer por várias causas. A subsidência é uma razão habitual das depressões que consiste no declive vertical do terreno correspondente a uma bacia sedimentar em razão de um processo de escavação e posterior peso dos sedimentos. O solo fica totalmente desestabilizado e assim ocorre a depressão do terreno em sentido vertical a um ritmo bem mais lento.

Diferentemente do que acontece com os colapsos dos terrenos em que a rapidez do declive é certamente fenomenal e em pouco tempo a área fica totalmente deprimida.

Após este colapso a zona afetada pela depressão pode ficar literalmente coberta pela água, a vários metros da superfície da água, ou seja, abaixo do nível do mar, ou então, pode ficar totalmente ao lado das zonas adjacentes que apresentam uma altura superior. Alguns exemplos bem característicos são: o Mar Cáspio, que é a maior depressão do continente europeu; e a Grande Bacia, que se encontra na zona oeste dos Estados Unidos.

O tamanho das depressões pode ser de poucos metros de diâmetro, ou então, tratar-se de uma enorme estrutura depressiva que pode chegar inclusive a um nível continental.

As depressões podem ser resultado de diversos fatores, entre os quais se destacam: os movimentos produzidos pelas placas tectônicas que repercutem diretamente no material geológico; quando termina de acomodar um relevo de montanhas; as oscilações produzidas no solo ou em águas subterrâneas sejam por causas naturais ou pela intervenção do homem; pela falha na estrutura geológica, entre outros mais.

>> Próximo - Que Conceito >>


Relacionados Depressão Geográfica