Conceito » Dano

Conceito de Dano




DanoDano provém do latim “dagnum” e serve para descrever o mal ou o prejuízo que sofre uma pessoa ou um objeto.
Podemos dizer que existem vários tipos de danos e devido à extensão do conceito, classificamos os mais comuns ou os que mais destacam numa conceituação deste termo.

Dano físico: Quando uma ação de prejuízo gera lacerações, corte ou golpes que afetam o corpo.
Dano moral. Produz-se quando uma pessoa recebe ofensa ou injúria. Quando o afetado por esse tipo de dano recebe algo que afeta seus princípios e sua moral.
Dano legal: Faz referencia ao que pode receber uma pessoa ou uma empresa e que pode necessitar um julgamento para sua reparação.
Dano doloso: Se produz este tipo de dano quando uma pessoa é perfeitamente consciente do mal ou do dano que está causando mesmo sendo consciente do prejuízo que isto pode gerar.
Dano culposo: É um prejuízo causado sem intenção, o causador de este tipo de dano não tem culpa de havê-lo causado.

Dano é uma perda, um prejuízo, mal fazendo referência a diversos tipos de lesões que prejudica diretamente a aparência, o valor, a utilidade, a validade, etc. Dano também se define como uma queda de um estado original, como resultado dos danos, a depreciação, o rompimento ou a quebra.

Menoscabo ou mal causado com ou sem intenção que prejudica ou elimina uma pessoa ou um objeto. O dano pode transformar uma coisa ou um ser de um estado de perfeito funcionamento a um estado de total disfunção. Os prejuízos causados pelos danos podem ser ressarcidos dependendo do tipo de dano causado.

Se nos aprofundamos um pouco mais na definição de danos, falaremos de danos hedônicos. Os danos hedônicos se referem à indenização por compensação pela perda do desfrute ou o valor da vida. Às vezes se faz referência como o valor da vida perdida imaterial. Os que advogam pelo hedonismo acreditam que a vida é intrinsecamente mais valiosa que a quantidade de dinheiro que uma pessoa pode ganhar. Por tanto, as indenizações por um salário perdido e para dor e sofrimento são suficiente para fazer toda a parte demandante.
O valor da vida humana não é sujeito a uma medição precisa na economia, por tanto esse tipo de valores são subjetivos.

>> Próximo - Que Conceito >>


Este artigo vale a pena? Por favor nos ajude a divulga-lo curtindo ou compartilhando :)