Conceito de Ciúme Patológico

Ciume-PatologicoO amor é um conceito universal, entretanto, em certas ocasiões, existem muitos erros terminológicos sobre o amor. Por exemplo, há pessoas que afirmam que é normal sentir ciúmes quando se ama outra pessoa. Afinal, vale destacar que ciúme não significa amor, ou seja, o verdadeiro amor surge de um sentimento absoluto de liberdade e quando se há respeito, confiança e carinho pelo outro. O ciúme patológico transforma o amor em prisão, pelo fato da pessoa ciumenta desconfiar do outro e ver fantasmas onde não existe.

O ciúme patológico está marcado por atitudes que invadem a privacidade do casal, por exemplo, consultar o celular do outro sem permissão com o objetivo de descobrir alguma informação pessoal. Além disso, a pessoa ciumenta tem uma visão de amor baseado na dependência. Entretanto, vale lembrar que numa relação amorosa deve haver compartilhamento, mas também espaços diferenciados. Ou melhor, é necessário que cada um tenha seu próprio espaço.

O ciúme patológico é aquele que condiciona a vida de uma pessoa e transforma o amor em obsessão. Uma pessoa ciumenta possui autoestima baixa, por esta razão, quando o ciúme se torna patológico é importante pedir ajuda psicológica: reconhecer o problema é o primeiro passo para buscar apoio e poder superar o conflito.

Uma pessoa ciumenta se irrita sem motivo quando seu parceiro ou parceira permanece com seus amigos em um encontro. Também sofre por demasiado quando seu companheiro se relaciona com o sexo oposto. O ciúme rouba a paz interior e cria uma fissura enorme na relação tornando-a motivo de desconfiança.

A pessoa se sente vigiada e controlada, além de sentir-se incomodada por ter que dar explicações constantes sobre sua vida. O ciúme é uma obsessão que se potencializa cada vez mais por causa do medo e temor do abandono. Todo ciúme causa dor e provoca feridas, porém pode trazer consequências graves como uma possível ruptura da relação. O amor verdadeiro não resiste à falta de liberdade, muito menos à falta de respeito constante, pois a essência do amor verdadeiro é precisamente contrária à dignidade do ser humano e de sua felicidade.

O ciúme patológico pode ser reduzido na medida em que a pessoa melhora a relação consigo mesma.

>> Próximo - Que Conceito >>


Para citar no seus trabalhos (Norma ABNT):

Ciúme Patológico. QueConceito. Sao Paulo.
Disponível em: < http://queconceito.com.br/ciume-patologico >. Acesso em: [data-na-qual-o-artigo-foi-visto]

Relacionados Ciúme Patológico