Conceito de Cálculos Renais

Calculos-RenaisOs cálculos renais são formações sólidas de características similares a uma rocha que se formam no trato urinário dando lugar à doença conhecida como Litíase renal, que afeta aproximadamente quatro de cada cem pacientes, principalmente do sexo masculino.

Os cálculos podem ser de diversos tipos segundo sua composição. Os mais comuns são os de cálcio, seguidos pelos de estruvita (constituídos de fosfato amoníaco de magnésio), os de ácido úrico e os de cistina.

A formação dos cálculos acontece por várias condições, especialmente as que apresentam altos níveis de cálcio ou ácido úrico no sangue combinados com pouca ingestão de água, isso faz com que os minerais se precipitem formando cálculos. Outro fator associado é a presença de obstruções do sistema urinário que favorece a estase da urina favorecendo a formação de cálculos.

Os hábitos têm um papel fundamental no desenvolvimento desta doença, que é mais frequente em pessoas com uma alimentação caracterizada pela alta ingestão de lácteos, proteínas animais e pouca fibra vegetal. Da mesma forma que o uso de alguns medicamentos favorece o desenvolvimento dos cálculos renais, como são os casos de alguns diuréticos, da aspirina, dos antiácidos e até mesmo das vitaminas C e D.

Os cálculos podem situar-se em qualquer parte do trato urinário. Aqueles que se localizam na pélvis renal costumam ser assintomáticos e ocasionam certo nível de obstrução, afetando a urina estancada e dando origem a uma grande infecção urinária que atinge os rins, chamada de pielonefrite, esta se caracteriza pela dor lombar, ardência na hora de urinar e febre.

Os cálculos localizados nos ureteres, bexiga ou uretra causam uma dor cólica de grande intensidade conhecida como cólica nefrética, esta é considerada uma das dores mais intensas que uma pessoa pode ter e caracteriza-se por uma forte dor que “aperta e solta” localizada na parte inferior das costas que irradia até aos genitais, a mesma vem acompanhada pela ardência na hora de urinar e sangue na urina. Quando há infecção na obstrução ocorre febre e a emissão de pequenas quantidades de urina várias vezes ao dia, além da vontade de seguir urinando.

Os cálculos podem ser identificados em exames de imagem especialmente o ultrassom, já aqueles formados por cálcio são visíveis em exames como radiografias simples. O exame de urina pode fazer suspeitar a presença de cálculos ao colocar em evidência os cristais de oxalato de cálcio ou ácido úrico, como também a presença de sangue na urina conhecida como hematúria.

Na maioria das vezes podem ser expelidos espontaneamente após uma crise de cólica nefrética e com a ajuda de tratamento médico, entretanto, no caso dos cálculos de grande tamanho ou quando há alteração no trajeto urinário que impede sua expulsão, são realizadas técnicas como a litotripsia extracorpórea, que os fragmentam com ondas de choque ou então por meio de cirurgia.

>> Próximo - Que Conceito >>


Relacionados Cálculos Renais