Conceito » Arte

Conceito de Arte




A Arte pode ser definida como um conjunto de disciplinas que se orientam a uma finalidade expressiva e estética. No entanto, é verdadeiro que um grande número de atividades humanas mantém relação com a capacidade de expressão e a estética, mas, somente na arte, estas características se apresentam como sentido e razão de ser. Também é verdadeiro que o conceito de estética tem sido amplamente debatido, mas nunca foi definitivamente eliminado.

Costuma-se associar o conceito de arte a uma cultura desenvolvida, entretanto, já desde os primórdios da humanidade podem ser encontradas expressões artísticas, motivo que faz supor que a vocação expressiva é inata à raça humana indiferente do tempo de sua manifestação. Seguindo com esta ideia, é possível encontrar pinturas em cavernas que utilizavam homens pré históricos e que nos relatam à sua maneira os avatares de sua vida cotidiana. Esta forma de expressão que hoje chamamos arte rupestre é uma das primeiras registradas do nosso caminhar pelo mundo.

Focando-nos em critérios mais modernos, é possível segmentar a esfera da arte em disciplinas particulares. Assim, a arte estaria composta por diversas atividades, entre as que se destaca temos a arquitetura, que se volta para a construção de edifícios; a dança, que consiste na execução de movimentos do corpo ao som de um ritmo; a escultura, que se orienta a moldar e talhar diversas figuras; a música, que organiza sons e silêncios harmoniosamente; a pintura, que é a representação gráfica mediante pigmentos; e finalmente, a literatura, que se vale do uso da palavra. Há os que também outorgam grande importância à cinematografia e à fotografia.

Apesar destas limitadas aproximações, há que ter em conta que o conceito de arte não é fechado, podendo ser encontradas outras variantes e reflexões em torno deste. A verdade é que além de toda discrepância, as obras que nos legaram inumeráveis artistas fazem mais adorável a nossa existência.

Mais uma leitura:

Arte é uma ação peculiar aos seres humanos e de grande importância histórica. Os educadores brasileiros utilizam a arte como ferramenta de ensino. Em nosso país a arte frequentemente é confundida com o artesanato. A arte se insere dentro de um contexto suburbano que é apropriado pelas elites. Ela se desenvolve através das qualidades do indivíduo.

Um menu de restaurante de navio pode ser considerado arte? Sim, ele pode. A arte manifesta- se através do som, do movimento e da cor. Ela é exposta em Museus, que são espaços públicos de visitação gratuita. A arte sequencial, também chamada HQ, é bastante popular no Brasil. Na Pré- história, a arte surgia com as primeiras inscrições rupestres mas foi no Período Helênico que ela teve o seu auge. No mundo contemporâneo, a arte tem se manifestado através das performances.

A arte erótica também se tornou popular graças a revistas como Playboy e Penthouse. As editoras brasileiras começaram a publicar livros de arte com preços elevados. Em São Paulo, surgiram as primeiras feiras comercializando objetos de arte e antiguidades. A arte individual veio com o Movimento Punk e seu slogan: faça você mesmo. O Modernismo foi outro grande movimento surgido nas ruas de “Sampa”. Os canais de televisão cultural passaram a dar destaque as manifestações artísticas.

Com o surgimento da telefonia móvel, surgiram novos patrocinadores. Houve uma busca pela arte genuinamente brasileira. E, se fossemos eleger o maior de todos os artistas, a maioria escolheria Leonardo da Vinci. Mas hoje em dia o que impera é a Arte Abstrata, depois de muitos anos de Surrealismo e viagens lisérgicas. No entanto, a maioria do público ainda sabe apreciar as paisagens campestres e a arte Realista. A partir dos anos sessenta, começam a surgir grandes artistas na Região Nordeste do Brasil. Os historiadores iniciam um mapeamento das manifestações artísticas. A arte sai dos museus e ganha as ruas e os becos. Os artistas perguntam: quem somos nós, brasileiros? As lojas virtuais começam a vender objetos de arte. A arte torna- se sagrada e, no entanto, profana. Os cariocas vivem dentro de uma cidade- arte. E eis que surgem os Institutos Culturais e as Bolsas, promovendo grandes leilões.

>> Próximo - Que Conceito >>