Conceito de Antivalores

AntivaloresRelacionado com a área da sociedade, da ética e da moral, o conceito de antivalores é aquele que se refere ao grupo de valores ou atitudes que podem ser considerados perigosos ou prejudiciais para o conjunto da comunidade que estão inseridos. Os antivalores são o oposto dos valores tradicionalmente considerados como apropriados para a vida em sociedade, aqueles que estão naturalmente no ser humano e cuja presença assegura a convivência de uns com os outros.

De acordo com as religiões e os diferentes sistemas sociais, os considerados valores são a liberdade, a felicidade, a solidariedade, a honestidade, o companheirismo, a paz, o amor, a tolerância, a injustiça e a fidelidade, entre muitos outros. Assim, os antivalores são aqueles opostos aos mencionados e que envolvem sempre a presença de conflito. Alguns dos antivalores mais conhecidos e característicos do ser humano são: a inveja, o egoísmo, a traição, a mentira, a violência, o racismo, a injustiça, a abandono e muitos outros. Neste sentido, é interessante esclarecer que embora os antivalores como os valores possam ocorrer em uma comunidade de maneira conjunta, há muitos casos históricos em que somente um deles prevaleceu, por exemplo, como o racismo na Alemanha nazista ou a violência em muitas sociedades atuais.

A religião cristã indica sete pecados capitais que marcam o ser humano e que são considerados os antivalores principais e mais prejudiciais para a sociedade: a inveja, a gula, a luxuria, a avaricia, a ira, a preguiça e a soberba. Todos eles representam um excesso e uma atitude negativa que pode gerar um dano naquele mesmo que pratica como também em outros. Embora as religiões sejam as que indicam de maneira mais clara e evidente uma ética relacionada com o ser digno e humano, a noção de antivalores ocorre também fora de qualquer religião que se relacione diretamente com o bem-estar de uma comunidade.

>> Próximo - Que Conceito >>


Relacionados Antivalores