Conceito de Anticoagulante

Human Heart Blood SystemOs anticoagulantes são fármacos que têm a propriedade de afetar a coagulação do sangue, são muito utilizados na cardiologia e na neurologia para prevenir as doenças cardiovasculares com risco de desenvolver a trombose.

Os fenômenos trombóticos são caracterizados pela formação de um coágulo de sangue dentro de um vaso sanguíneo seja em uma artéria ou uma veia. Quando isso ocorre, afeta a circulação e compromete o fornecimento de oxigênio e nutrientes a um determinado tecido dando origem a um infarto. Na trombose, a veia incha, dói e fica com coloração escura. Em ambos os casos um trombo pode fragmentar ou desprender-se da parede da artéria ou veia passando pelo sangue até que fique impactado em um vaso sanguíneo de menor diâmetro. Este fenômeno é conhecido como embolia pulmonar ou tromboembolismo.

Os medicamentos anticoagulantes podem ser de dois tipos: um deles age diretamente afetando a coagulação do sangue, como é o caso da heparina e da varfarina; outro grupo é chamado de antiagregrantes plaquetários, que tem como principal função a ação das plaquetas para evitar a formação de um trombo. Neste último grupo são encontrados os anticoagulantes mais usados como a aspirina e o clopidogrel.

Um dos principais usos de anticoagulantes constitui no tratamento de pessoas com risco de desenvolver trombose venosa, como são os casos das pessoas que possuem varizes nas pernas, pacientes de cama ou que estão em pós-operatório. Nestes pacientes há um maior risco de formar coágulos de sangue dentro das veias das pernas e inclusive o risco de se desprenderem pela corrente sanguínea até as cavidades direitas do coração, por onde passam as artérias pulmonares, assim obstruindo-as e ocasionado o tromboembolismo pulmonar, um grave problema associado a altos índices de mortalidade.

Outra indicação importante dos anticoagulantes é a prevenção da formação de coágulos sanguíneos dentro do coração em pessoas com arritmia cardíaca, especialmente a fibrilação atrial que está associada 5 vezes a mais com a probabilidade de contrair um acidente cerebrovascular. Em termos laboratoriais também são utilizadas para evitar que as amostras de sangue se coagulem permitindo que sejam processadas em estudos como a hematologia e o perfil da coagulação, da mesma forma que são empregadas para conservar as bolsas de sangue destinadas a tratamentos como a transfusão.

Os medicamentos antiagregantes plaquetários são muito utilizados no tratamento de doenças cardiovasculares e da arteriosclerose, por onde tem demonstrado ser eficazes na prevenção de infartos cardíacos e acidentes cerebrovasculares.

Os anticoagulantes são medicamentos de uso delicado, é necessário que o paciente seja avaliado previamente antes de seu uso, uma vez que há um risco maior de o paciente sofrer uma hemorragia. Estes medicamentos apresentam doses variáveis e permite alcançar os efeitos farmacológicos esperados com o menor número de efeitos secundários possíveis. Os pacientes que usam anticoagulantes devem evitar a automedicação, pois muitos medicamentos de uso comum são capazes de interferir um sua função e aumentar o risco de uma hemorragia.

>> Próximo - Que Conceito >>


Relacionados Anticoagulante